(Superliga B) APAV Vôlei encara o invicto Botafogo nas quartas de final

Neste sábado, às 18h, a APAV Vôlei entra em quadra para enfrentar o Botafogo, no ginásio La Salle, no primeiro jogo das quartas de final da Superliga B. O duelo colocará frente a frente o lanterna da fase classificatória, no caso os gaúchos, com nenhuma vitória, diante da melhor campanha, os cariocas, que venceram todos os jogos que fizeram até aqui na competição. 

Apesar de não ter conquistado nenhuma vitória, a APAV Vôlei chega para os playoffs confiante e na busca pelo primeiro resultado positivo. Com uma equipe bastante jovem, o técnico Marcelinho Ramos acredita na força vinda da arquibancada e no ‘poder’ de concentração da equipe, que vem treinando forte para fazer um confronto equilibrado nas quartas de final. 

“Nos playoffs os jogos são diferentes. Estaremos juntos da nossa torcida, o que será fundamental, pois ela faz a diferença e está vendo o quanto os jogadores estão buscando e se dedicando (...) Temos momentos muito bons, mas a instabilidade apresentada é fruto de quem ainda está se conhecendo. Só com a quantidade de jogos, que infelizmente é pequena, é que poderemos amadurecer e ganhar corpo. Esse é o nosso grande desafio. Trabalhamos muito nosso sistema ofensivo, mas nossa decisão final ainda está pecando um pouco. Mas o mais importante é que estamos conseguindo criar as situações, e que deixa o grupo confiante”, destacou o técnico Marcelinho Ramos. 

“É uma partida de extremos, de um lado o invicto Botafogo e do outro, nós, que ainda não vencemos. Temos a chance de fazer o primeiro jogo em casa, com a nossa torcida nos empurrando, e espero uma grande partida. Sem pensar no resultado, mas em fazer um belo jogo, diminuindo os erros que temos cometido. Que a determinação seja nosso principal foco, para que façamos tudo ao máximo de nossas condições”, projetou o coordenador técnico e gestor do clube, Gustavo Endres. 

Líder invicto da Superliga B, o Botafogo não quer saber de dar chance para o azar e de, finalmente, conquistar o acesso a elite nacional. Desde a estreia, diante do Lavras Vôlei, fora de casa, o Alvinegro carioca vem mostrando um voleibol consistente e capaz de conquistar o objetivo. Entretanto, todos, inclusive o técnico Walner Santos sabem que os playoffs vira praticamente outra competição. 

“Temos que continuar mantendo o padrão de jogo que atingimos e não podemos, em hipótese alguma, deixar a concentração cair. Jogamos contra a APAV na semana passada, vencemos bem, mas tudo muda no mata-mata. A torcida deles vai encher o Ginásio, o time é jovem e certamente vai se empolgar com a atmosfera. Precisamos manter o foco do início ao fim, fazer prevalecer o nosso volume e impor o nosso ritmo”, disse o ponteiro Bruno Godoy. 

“Não tive muito tempo da chegada até a estreia, mas a adaptação foi fácil. Esse grupo é muito bom, se fala no olhar, age naturalmente e tudo fica mais fácil. Com esse clima, todo mundo evoluiu e conseguimos elevar consideravelmente o nosso padrão quanto time. É nítido! Todos foram importantes técnica e taticamente, mas eu aproveito também para destacar o trabalho do Rafael Jesus, nosso preparador físico, que puxou bastante o ritmo no início deixou o time preparado para qualquer situação de jogo. Agora, com a chegada dos playoffs, começa uma nova competição e acredito que temos pontos a amadurecer também nela para alcançar nossos objetivos.”, completou o ponteiro botafoguense. 

foto: Pérsio Ciulla/Divulgação APAV

Comentários