(Superliga B) Apan/Blumenau, de virada, vence UPIS em Brasília

Na abertura das quartas de final da Superliga B, a Apan/Blumenau derrotou, de virada, a UPIS por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 25/20, 22/25, 22/25 e 6/15, no ginásio da AABB, em Brasília. Agora, os catarinenses jogam por uma vitória na próxima quinta-feira, às 20h, no ginásio do Galegão para passarem de fase, enquanto o time do Distrito Federal precisará vencer para forçar um terceiro confronto. 

A UPIS iniciou o confronto usando o saque como arma fundamental e com grande qualidade no side-out. Com destaque para o oposto Dario, os donos da casa abriram vantagem de dois pontos em grande parte da parcial, chegando a fazer 18 a 15. No final, a vitória veio por 25 a 21. No segundo set, além do ataque, o time de Brasília mostrou forte trabalho na defesa: 6 a 3, sendo que em determinado colocou 12 a 8 no placar. A Apan/Blumenau se recuperou e chegou a encostar: 18 a 16, mas no final, os donos da casa fecharam em 25 a 20. 

O terceiro set começou equilibrado e com as equipes trocando pontos: 4 a 4. Após choque de cabeças entre Dário e Onerikis, o jogo teve que ser interrompido, mas foi apenas um susto e os dois permaneceram em quadra. No momento decisivo do confronto, a Apan/Blumenau abriu vantagem de 18 a 21, o que foi importante para a definição da parcial: 22 a 25. 

O quarto set iniciou com a UPIS melhor, mas logo os catarinenses foram para cima e deixaram o placar sempre em igualdade: 10 a 10. O ataque dos visitantes acabou sendo o diferencial na reta final da parcial: 19 a 21 e mesmo com os comandados de Flávio Thiessen reagindo, a vitória foi da Apan/Blumenau por 22 a 25. 

No tie-break, o que se viu foi apenas um time em quadra. A Apan/Blumenau iniciou de forma arrasadora e abriu 1 a 4. A UPIS errava demais e bastante abatidos em quadra viram o adversário fazer 4 a 10. No final, com grande trabalho ofensivo, os comandados de André Donegá fecharam o duelo em 6 a 15, obtendo assim uma grande virada. 

“Foi um jogo extremamente difícil. A Upis impôs um ritmo de saque muito inteligente e nós tivemos dificuldade de sair das armadilhas deles nos dois primeiros sets. O nosso sistema de ataque não funcionava, mas com a entrada de alguns jogadores e com o time mais racional, nós voltamos no terceiro set e, a partir daí, controlamos mais o jogo. Estamos de parabéns, foi uma vitória muito importante e agora precisamos de mais um resultado positivo para fechar a série”, afirmou o técnico André Donegá. 

foto: Fernando Elias/UPIS Divulgação

Comentários