Montes Claros Vôlei volta a ter licença para disputa da Superliga

Segundo informações do jornalista Christiano Jilvan, do site Deveneta.com, a diretoria do Montes Claros Vôlei receberá de volta a licença para a disputa da Superliga 2019/2020. Devido a questão financeira, o time mineiro acabou cedendo seu CNPJ para o Corinthians-Guarulhos, que acabou disputando a edição 2018/2019, onde terminou na 9ª colocação. 

Entretanto, a volta da licença não significa o retorno da equipe de Montes Claros as quadras, já que, segundo o gestor da equipe, Andrey Souza, o retorno passa pela reconstrução de apoiadores, patrocínios e da parceria com o município, especialmente na cessão do Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves. 

“Estou estudando todas as possibilidades. Embora a próxima Superliga só vá começar em outubro, o planejamento é bem mais imediato, a começar pela vida financeira do projeto, contratação de atletas, comissão técnica e outras necessidades. Abril, quando definitivamente se encerra a Superliga com a definição dos campeões, é o mês chave para se definir, por exemplo, o acerto com o time base”, declarou Andrey Souza, que não descarta a possibilidade de montar time em outra cidade, ceder a licença para outro clube, ou até mesmo uma parceria com o Montes Claros Esporte Clube. 

Com a não renovação da parceria, a pergunta que fica é a continuidade do projeto do Corinthians-Guarulhos, que através de seu CNPJ próprio (utilizando o nome AIG-Nagumo) disputou a Superliga C, mas acabou não conseguindo vaga para a Superliga B. 

foto: Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro

(Paulista) Sesi-SP estreia contra a Climed/Atibaia nesta quarta-feira