Com Bruninho e Leal, Lube Civitanova vence Dinamo Moscou no tie-break

Na primeira partida das quartas de final da Champions League, o Lube Civitanova, que conta com o levantador Bruninho e o ponteiro Leal, derrotou o Dinamo Moscou por 3 sets a 2, parciais de 10/25, 25/23, 25/23, 18/25 e 13/15, na Rússia. Coma vitória após mais de duas horas de duelo, o time italiano larga em vantagem na série, que terá seu segundo confronto no dia 21 de março, na província de Macerata. 

A partida iniciou de forma atípica, com uma sequência incrível de saques de Bruninho, ótimas defesas e contra-ataques precisos, o Lube aplicou 0 a 8. Com o oposto Sokolov soltando o braço, os visitantes seguiram dominantes no primeiro set: 9 a 16 e com uma eficiência de 70% no ataque, os italianos fecharam a parcial em 10 a 25, no bloqueio do cubano Simon. 

O Dínamo Moscou ingressou na partida no segundo set e aproveitando alguns erros do adversário fez 8 a 3. O ponteiro Juantorena apareceu bem e com três ataques consecutivos virou o jogo para os italianos: 9 a 8. A partir daí quem começou a errar mais foram os donos da casa: 10 a 14. Entretanto, o holandês Kooy resolveu faz a diferença e encostou no placar: 14 a 16. Com o crescimento do bloqueio russo, o marcador foi para 21 a 20 e foi justamente nesse fundamento que o Dinamo Moscou fechou a parcial: 25 a 23. 

No bloqueio de Sokolov, o Lube iniciou bem o terceiro set: 2 a 4, mas após três erros consecutivos, os russo viraram o jogo: 6 a 4. O saque do Dinamo Moscou fazia a diferença, tanto que o placar chegou a ser de 10 a 7, mas com Juantorena e Kooy sendo protagonistas, o jogo era bem igual: 16 a 16. No ponto de Stankovic, os italianos fizeram 20 a 21, mas o holandês estava impossível e ajudou os russos a vencerem o período por 25 a 23, após ponto de Shkulyavichus. 

No quarto set, o técnico Ferdinando de Giorgi resolveu manter Kovar em quadra no lugar de Leal, mas quem fez a diferença mesmo foi Juantorena, que soltou o braço e fez 2 a 7. O oposto Shkulyavichus era uma parede e ajudou os russo a encostarem no placar: 5 a 7, mas logo foi Sokolov quem apareceu bem assessorado por Bruninho para abrir vantagem: 5 a 10. O Dinamou se recuperou e virou o placar em 12 a 11, mas logo o Lube se organizou (Leal voltou ao time) e no bloqueio de Simon fez 14 a 18. No final, com Stankovic, os italianos fecharam em 18 a 25. 

O tié-break iniciou com uma longa interrupção para uma verificação de vídeo. Após isso, Juantorena, no contra-ataca, fez 2 a 3. Com uma defesa de Bruninho e ponto do ítalo-cubano, o Lube fez 5 a 7. Um bloqueio de Simon aumentou a diferença para 7 a 10 e quando se imaginava certa facilidade para os visitantes, Kooy foi para o ataque e após parar Sokolov deixou o Dinamo um ponto atrás: 9 a 10. Os russos chegaram a empatar após invasão de Juantorena: 11 a 11. No final, o holandês errou, o Lube fez 11 a 13 e no ponto de Leal fechou o jogo em 13 a 15. 

“Este jogo foi muito difícil para nós. Sei que o Dínamo é uma equipa muito boa, sendo que jogaram muito bem na defesa (...) Teremos uma partida muito importante pelo Campeonato Italiano (domingo contra o BCC-NEP Castellana, sendo que uma vitória coloca o Lube na vice-liderança). Depois disso, vamos pensar no próximo jogo com o Dinamo e nos preparar para ele”, afirmou o técnico Ferdinando Di Giorgi. 

foto: Lube Civitanova/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações