(Superliga) Em jogo duríssimo, Sesc-RJ ganha do São Judas Voleibol no tie-break

Fechando a 5ª rodada do returno da Superliga 2018/2019, o Sesc-RJ suou a camisa para vencer o São Judas Voleibol por 3 sets a 2, parciais de 25/20, 13/25, 25/27, 25/20 e 15/9, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Com o resultado, os cariocas seguem na 4ª colocação, com 35 pontos, enquanto a equipe paulista aparece na lanterna, agora com cinco pontos ganhos. 

O primeiro set iniciou com o Sesc-RJ mostrando suas forças e com direito a três aces chegou a fazer 7 a 3. O São Judas Voleibol buscou uma reação e com boa atuação de Alisson Bastos empatou o duelo em 14 a 14, obrigando Giovane Gavio a pedir tempo. Na sequência, muita disputa e lances disputados dos dois lados: 20 a 18. Na reta final, os cariocas tiveram mais tranquilidade na virada de bola e venceram por 25 a 20, após ace de Leandro Aracaju. 

Quem iniciou melhor o segundo set foi o São Judas Voleibol, que através de um bloqueio de Matheus Gonçalves colocou 5 a 8 no placar. Com Alisson Bastos soltando o braço, o clube paulista foi abrindo vantagem e fez 7 a 12, sendo que os erros da equipe carioca facilitavam a diferença em quadra: 9 a 16. No final, o São Judas Voleibol foi aproveitando os erros do adversário e com qualidade no side-out venceu por incríveis 13 a 25. 

A atuação da parcial passada foi apagada pelo Sesc-RJ que entrou no terceiro set com ‘sangue nos olhos e fazendo 3 a 0, mas logo os visitantes equilibraram as ações e empataram em 10 a 10. Neste ponto, o duelo foi emocionante com muitas trocas de pontos e variações na liderança do placar: 17 a 16. O búlgaro Penchev era um dos destaques da equipe carioca, enquanto do outro lado Pedro Henrique fazia a diferença. No final, muita emoção e vitória do São Judas Voleibol por 25 a 27. 

O quarto set começou com os visitantes colocando 0 a 3 após ace de Leitzke e com vários erros dos cariocas o placar chegou a ser de 5 a 10. Tento forçar o saque para quebrar o passe adversário, o Sesc-RJ acabava entregando muitos pontos de graça, tanto que em determinado momento o marcador era de 9 a 14. Em uma reação incrível, com destaque para Penchev e Maurício Souza, os donos da casa empataram em 15 a 15 e viraram o duelo, sendo que na reta final foram soberanos e venceram por 25 a 20. 

O tie-break iniciou com o São Judas Voleibol melhor e fazendo 1 a 3, mas logo os donos da casa colocaram seu melhor jogo em quadra e viraram o placar: 5 a 4. Com grande atuação no bloqueio, sendo cinco apenas nesta parcial, o Sesc-RJ foi abrindo vantagem: 9 a 6 e sem ver o adversário conseguir reagir, teve tranquilidade para fechar o confronto em 15 a 9. 

“Nós éramos os favoritos, São Judas veio leve para o jogo e fez uma boa partida. Eu estava há muito tempo sem jogar, então não estava tão confiante, mas fiquei muito feliz em entrar e poder ajudar a equipe a conseguir essa vitória. Tentei fazer o melhor que pude e o importante foi o resultado positivo”, afirmou o ponteiro Penchev. 

No próximo domingo, dia 17, às 11h, o Sesc-RJ encara o Fiat/Minas, na Arena, em Belo Horizonte. Já no sábado, às 16h, o São Judas Voleibol pega o Sesi-SP, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo. 

Equipes:

Sesc-RJ: Thiaguinho, Wallace, Maurício Souza, Leandro Aracaju, Penchev, Japa e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Djalma, Everaldo, Alexandre Elias e PV
técnico: Giovane Gavio

São Judas Voleibol: Brasília, Alisson Bastos, Leitzke, Diego, Matheus Silva, Pedro e Bruno Zanquin (líbero)
entraram: Matoso, João Victor, Alemão e Gabriel Franco
técnico: Orlando Araújo

foto: Sesc-RJ/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações