(Libertadores) Sesc-RJ perde invencibilidade para o Bolívar na Argentina

Em duelo realizado no ginásio República de Venezuela, o Bolívar venceu o Sesc-RJ por 3 sets a 0, parciais de 32/30, 25/23 e 25/20, por mais uma rodada da Copa Libertadores. Com o resultado, os argentinos chegaram a nove pontos e assumiram a segunda colocação do Grupo A, enquanto os cariocas perderam a invencibilidade, mas se mantiveram na liderança, com 12 pontos ganhos. 

Um ótimo começo com pressão no saque permitiu ao Bolívar encontrar uma boa vantagem (7 a 3). Mas Thiaguinho começou a ajudar Wallace, que equilibrou as ações (11 a 11). Com a rápida rotação de ambos, os donos da casa novamente encontraram vantagem pelas pontas com Lucas Ocampo e Jan Martinez (16 a 14). O Sesc-RJ contra-atacou com PV e Japa para voltar a equilibrar o jogo (20 a 20), sendo que os cariocas tiveram dois set points: 22 a 24. Entretanto, com Pablo Crer no saque e Escobar no bloqueio, os argentinos viraram 25 a 24. A definição do set foi vibrante e no final, o bloqueio fez a diferença para o Bolívar que venceu por 32 a 30. 

Nada mudou no segundo set. Um jogo de alto nível com muita paridade. O Bolivar novamente tomou a iniciativa e com bons ataques de Escobar abriu 11 a 9. O Sesc-RJ não desistia do jogo e nos ataques de Wallace mantinha a igualdade no marcador: 15 a 15. Entretanto, com Agustín Loser no serviço, os argentinos abriram 19 a 16, levando Giovane Gavio a parar o jogo. O duelo voltou a ser dramático quando os cariocas reagiram e o placar chegou a ficar 23 a 23, entretanto dois erros dos brasileiros fecharam o Bolívar fechar em 25 a 23. 

A equipe de Javier Weber não diminuiu a intensidade no terceiro set. Enquanto tinha o placar desfavorável 4 a 6, o oposto Escobar foi sempre uma solução, assim como um grande trabalho da defesa, com Alexis Gonzalez. O saque foi um grande aliado e continuou a dar muitos pontos ao Bolívar: dois ases consecutivos de Escobar começaram a quebrar o Sesc-RJ, que viu a diferença no placar aumentar 21 a 17. No final, o Bolívar foi construindo uma vitória que veio depois que Wallace deixou seu saque na rede: 25 a 20. 

Equipes:

Bolívar Vóley: Raydel Hierrezuelo, Yadrian Escobar; Pablo Crer, Agustín Loser; Lucas Ocampo, Jan Martínez e Alexis González (líbero)
entraram: Agustín Ramonda
técnico: Javier Weber

Sesc RJ: Thiaguinho, Wallace; Thiago Barth, Mauricio Souza; Djalma Jr, Japa e Thiago Brendle (líbero)
entraram: PV
técnico: Giovane Gavio

foto: Bolívar/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19