(Copa Brasil) EMS Taubaté/Funvic derrota Vôlei Renata e garante lugar na semi

Pela Copa Brasil, o EMS Taubaté/Funvic levou a melhor sobre o Vôlei Renata por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 22/25, 25/21 e 25/16, no ginásio Abaeté. Com o resultado, a equipe do Vale do Paraíba se qualificou para as semifinais, onde espera o vencedor do duelo entre Sesc-RJ e Fiat/Minas. A fase final da competição ocorrerá no ginásio Jonas Minosso, na cidade de Lages, em Santa Catarina. 

O primeiro set começou equilibrado com os dois times forçando bastante o saque e as defesas sendo bastante acionadas. Pelo lado do Taubaté, os destaques ficaram por conta dos ponteiros Lucarelli e Douglas Souza que tiveram bom aproveitamento no ataque. No entanto, o Vôlei Renata errou menos e comandou o placar boa parte do tempo. O técnico Daniel Castellani promoveu a troca de levantador, colocando Rapha em quadra, e o time reagiu bem. Com a defesa funcionando e os ponteiros com ótima efetividade, a EMS Taubaté/Funvic virou o jogo e encaminhou a vitória por 25 a 22. 

O segundo set começou com o Taubaté impondo seu jogo e forçando bem o saque. Com o bloqueio sendo bastante efetivo e os atacantes respondendo positivamente quando acionados, a equipe começou melhor e liderou a maior parte do set. O Vôlei Renata reagiu e passou a ditar o jogo, forçando bem o saque e tendo seu bloqueio como destaque. O time visitante venceu por 25 a 22, empatando a partida. 

O terceiro set foi de maior domínio da EMS Taubaté Funvic. Variando bem o saque, a equipe teve ótimas passagens no serviço de Lucão e Vissotto, e conseguiu abrir vantagem no marcador. Contando com mais um set de boa atuação dos ponteiros, o Taubaté venceu por 25 a 21. O quarto set foi novamente de superioridade da EMS Taubaté/Funvic, que continuou sacando muito bem, e com o bloqueio sendo fundamental para a construção da vitória. Confirmando a boa apresentação da noite, o Taubaté fechou o set em 25 a 16. 

“Foi um jogo bem equilibrado, tirando o quarto set quando, quando conseguimos abrir vantagem a partir do décimo ponto. As equipes jogaram bem, sacaram bem. Alguns erros a mais do nosso time, mas sempre que precisamos forçar uma situações e buscar o jogo, a equipe conseguiu fazer bem”, destacou o central Lucão. 

“O Vôlei Renata veio sem responsabilidade para o jogo, então a obrigação de vencer era nossa. Eles vieram como franco-atiradores, e nós tivemos que jogar a todo momento tendo de controlar o adversário. Em alguns momentos eles comandaram o placar, mas tivemos a tranquilidade para segurar o jogo nos momentos mais nervosos. Não tem jogo fácil, e na Copa do Brasil tem esse fator de ser uma decisão única, sem chance para erros. Hoje nosso coletivo funcionou bem, vários jogadores pontuando bastante, nosso saque variando e entrando bem, foi um ótimo jogo sim.”, comentou o oposto Leandro Vissotto. 

“Fizemos sets muito bons, conseguimos pressionar eles em alguns momentos do jogo, cumprir bem o plano tático que foi imposto, mas, por outro lado, enroscamos algumas passagens e acabamos sofrendo quatro, cinco pontos seguidos antes de nos recuperarmos. Isto em um jogo tão equilibrado acaba fazendo a diferença. Mesmo assim, tivemos bom volume e colocamos eles em dificuldades. Agora é manter o trabalho e seguir focado”, comentou o ponteiro João Paulo Tavares. 

foto: Rafinha/EMS Taubaté Funvic

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19