(Superliga) Sada/Cruzeiro vence, de virada, Sesc-RJ em Contagem

No principal jogo da 10ª rodada da Superliga 2018/2019, o Sada/Cruzeiro venceu, de virada, o Sesc-RJ por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 25/22, 25/19 e 25/20, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 22 pontos e permanece na 2ª colocação, enquanto os cariocas, apesar da derrota, seguem na liderança, com 25 pontos. 

O Sada/Cruzeiro saiu na frente no toque na rede do adversário. O início do set foi bem equilibrado, com o empate em 3 a 3. No ace de Maurício Souza, o Sesc RJ fez 6 a 5. Também com ponto de saque, dessa vez de Rodriguinho, o time da casa virou o jogo: 7 a 6. A parcial esteve igual em 12 a 12 e, no primeiro ponto de bloqueio do time carioca, Maurício Souza fez 13 a 12. Mais um empate em 16 a 16. A partida seguiu equilibrada, com as equipes trocando pontos (18 a 18). Mais um empate em 21 a 21. Juninho entrou em quadra para ajudar no bloqueio, bloqueou e o Sesc RJ fez 24 a 22. Na sequência, a equipe carioca levou a melhor e fechou o primeiro set em 25 a 23. 

Sem se abalar com o resultado negativo no set anterior, o Sada/Cruzeiro começou melhor e, no ace de Rodriguinho, abriu 5 a 1 logo no começo da parcial, forçando Giovane a pedir tempo. Com Sander, o time cruzeirense abriu 7 a 3. O Sada ainda chegou a 9 a 5. O Sesc RJ reagiu e aproximou no placar em 9 a 11. Com Isac, os donos da casa abriram quatro de diferença em 14 a 10. Bem na virada de bola, o Sada/Cruzeiro marcou 17 a 12. Depois de uma bola bastante disputada, com grandes defesas, o adversário atacou para fora e o time mineiro marcou 19 a 14. O Sesc RJ buscou e com Japa pontuando bem aproximou em 18 a 20. A reta final do set ganhou equilíbrio até o Sada/Cruzeiro fechar em 25 a 22. 

Assim como no primeiro set, o terceiro começou disputado ponto a ponto. As equipes estiveram empatadas em 6 a 6. A partir deste momento, contando com bom saque do seu time e erros do adversário, o Sada Cruzeiro abriu três (9 a 6) e Giovane pediu tempo. A equipe mineira teve 13 a 9. Com Wallace, a vantagem adversária que era de quatro caiu para dois em 12 a 14. Marcelo Mendez pediu tempo. O time do Rio de Janeiro ainda colocou no placar em 14 a 15. Mas, o Sada Cruzeiro voltou a abrir vantagem e teve cinco de dianteira em 20 a 15. O time mandante seguiu superior em quadra e fechou o terceiro set em 25 a 17. 

O Sada/Cruzeiro manteve o bom ritmo e, com Rodriguinho, abriu 6 a 3 no começo do quarto set. Após mudanças no elenco, o Sesc-RJ chegou ao ponto de empate em 8 a 8. O time da casa voltou a ter vantagem e forçou o treinador da equipe carioca, Giovane Gávio, a pedir tempo quando o placar apontou 16 a 13. A diferença foi a cinco em 19 a 14. Embalado pela torcida, o Sada/Cruzeiro marcou 22 a 16 com ponto de bloqueio de Evandro. E, na sequência, fechou em 25 a 20. 

“Estamos felizes. Hoje não jogamos com perfeição, mas foi um jogo pesado, contra um adversário difícil, e conseguimos vencer um time muito forte. Estou feliz por isso”, disse o ponteiro norte-americano Sander, que anotou 16 pontos e foi eleito o melhor em quadra. 

“Estamos brigando com o Sesc RJ pela liderança da Superliga Cimed, era importante conseguir uma vitória hoje e fizemos o nosso papel bem feito”, afirmou o jovem levantador Cachopa. 

“Vamos fazer a última partida do ano em casa e vamos para cima. Vamos enfrentar um adversário que está brigando com todos os adversários e não podemos vacilar. Precisamos voltar a sacar bem e entrar com foco total para manter a liderança”, destacou Japa, já projetando o duelo contra o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão. 

Na próxima quinta-feira, às 19h, o Sada/Cruzeiro volta a quadra contra o São Judas Voleibol, no ginásio Baetão, em partida atrasada da 7ª rodada. Já o Sesc-RJ encara na sexta-feira, às 17h, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, pela última rodada do turno. 

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Luan, Isac, Le Roux, Rodriguinho, Sander e Serginho (líbero)
entraram: Léozinho, Evandro e Sandro
técnico: Marcelo Mendez

Sesc-RJ: Thiaguinho, Wallace, Tiago Barth, Maurício Souza, Penchev, Japa e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Juninho, Everaldo, Djalma, Rammé e Leandro Aracaju
técnico: Giovane Gávio

foto: Agenciai7/Sada Cruzeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro