(Superliga) No tie-break, Vôlei Ribeirão supera São Judas Voleibol

Na abertura da 8ª rodada da Superliga 2018/2019, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão derrotou o São Judas Voleibol por 3 sets a 2, parciais de 19/25, 25/23, 22/25, 25/18 e 15/12, na Cava do Bosque. Com o resultado, os comandados de Marcos Pacheco chegaram aos nove pontos e seguem na 9ª colocação, enquanto o time de Orlando Araujo segue no 11º lugar, agora com três pontos. 

O primeiro set o São Judas Voleibol iniciou melhor e logo abriu 1 a 3, após ataque de Diego, mas logo os donos da casa já equilibraram as ações e deixaram tudo igual: 4 a 4. Essa igualdade foi se mantendo até os visitantes aproveitarem os contra-ataques e no bloqueio de Pedro Henrique abriu 8 a 13. Com essa diferença, os comandados de Orlando Araújo foram administrando o placar e abrindo mais vantagem: 13 a 20. No final, muitos erros do São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, fizeram o São Judas Voleibol fechar em 19 a 25. 

No segundo set, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão começou bem e abriu 5 a 3, após ataque de Alemão. Os donos da casa conseguiram se manter na frente até o bloqueio de Leitzke: 9 a 9, sendo que na sequência, mesmo com a pressão do São Judas Voleibol, a equipe de Marcos Pacheco não deixou o adversário passar no placar: 14 a 13. No final, essa pequena vantagem foi fundamental para o time de Ribeirão Preto vencer a parcial por 25 a 23 após erro de Diego no saque. 

Com a 1 a 1 em sets, a terceira parcial só poderia ser equilibrada e foi isso mesmo que aconteceu na Cava do Bosque. No ace de Gabriel, o jogo estava empatado em 5 a 5, mas logo, com boa atuação de Willian e Diego, o São Judas Voleibol abriu 5 a 8. Essa vantagem não durou muito após dois bloqueios de Petrus, que empatou o jogo e virou para 9 a 8. Na sequência, ninguém conseguia abrir dois pontos de diferença, chegando a reta final com 17 a 17. Nos detalhes e após dois erros de Gabriel (de saque e ataque), o São Judas Voleibol fechou em 22 a 25. 

Precisando ganhar, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão foi para cima no quarto set e no bloqueio de Alemão fez 6 a 3. A boa atuação no ataque e o bom saque de Gabriel fizeram os donos da casa se manterem na frente: 10 a 6, mas logo o São Judas Voleibol conseguiu encostar no placar e empatar após ponto de Willian: 14 a 14. Foi no bloqueio de Petrus, que os comandados de Marcos Pacheco abriram 18 a 16, o que desequilibrou a parcial, sendo que no final a vitória dos donos da casa foi por 25 a 18, após bloqueio de Alisson Melo. 

No tie-break, as duas equipes mantiveram a mesma ‘pegada’ anterior com muito equilíbrio e ninguém conseguindo abrir grande vantagem: 4 a 4. No ataque de Alisson Melo, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão fez 8 a 6 e no bloqueio de Brunão, o placar marcava 9 a 7. O São Judas Voleibol não se deu por derrotado e com dois bloqueios seguidos virou o duelo para 9 a 10. Entretanto, os donos da casa estavam bem melhores no ataque e após ponto de Gabriel fecharam em 15 a 12. 

“A vitória foi excelente e fiquei muito feliz por ter sido escolhido o melhor em quadra. Durante o jogo procurei variar os saques. Este é um fundamento que estou buscando evolução", afirmou o ponteiro Gabriel, que marcou 17 pontos. 

“Os jogos da Superliga são assim, com muito equilíbrio. A equipe do São Judas teve a virtude de sacar muito bem, o que é importante durante o jogo. Uma partida muito complicada, mas o Vôlei Ribeirão teve paciência para buscar os sets que precisava. Revertemos um quadro que parecia negativo. Os dois pontos são muito importantes", garantiu o treinador Marcos Pacheco. 

Na próxima quarta-feira, às 19h30min, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão enfrenta o Fiat/Minas, na Arena, em Belo Horizonte. No mesmo dia, às 20h, o São Judas Voleibol recebe o Copel Telecom/Maringá, no Baetão, em São Bernardo do Campo. 

Equipes:

São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão:
Luisinho, Alisson Melo, Gabriel, Ricardo Jr., Petrus, Brunão e Fabio Paes (líbero)
entraram: Bairros, Diego, Jotinha e Alemão
técnico: Marcos Pacheco

São Judas Voleibol: Matheus Brasília, Pedro Henrique, Alemão, Diego, Willian, Rodrigo Leitzke e Rafa (líbero)
entraram: Lucas Araujo, Matheus Silva e Alisson Bastos
técnico: Orlando Araújo

foto: Renan Bin/FollowX Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio