(Superliga) No tie-break, Corinthians-Guarulhos leva a melhor sobre o São Judas

O Corinthians-Guarulhos teve trabalho, mas derrotou o São Judas Voleibol por 3 sets a 2, parciais de 18/25, 21/25, 25/15, 25/21 e 16/14, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo, pela 11ª rodada da Superliga 2018/2019. Com o resultado, o Timão chegou aos 12 pontos e subiu para a 9ª colocação, enquanto os comandados de Orlando Araujo seguem na lanterna, agora com quatro pontos ganhos. 

Pedro abriu a partida com ace para o São Judas Voleibol. O time da casa seguiu bem no começo da parcial e, quando abriu 4 a 0, forçou o adversário a pedir tempo. Na volta do tempo do técnico Gersinho, mais um ponto do São Judas no erro do time corintiano: 5 a 0. A equipe visitante reagiu e no bloqueio de Vitão aproximou no placar em 6 a 8. No erro do adversário, o São Judas Voleibol voltou a abrir vantagem (11 a 7). Os donos da casa fizeram 14 a 11. No ace de Szot, 16 a 11. Com toque na rede do adversário, o São Judas colocou oito de frente: 19 a 11. Vitão pontuou no saque e o Corinthians-Guarulhos fez 16 a 20. Os donos da casa mantiveram o bom ritmo na reta final do set e fecharam em 25 a 18. 

Assim como no primeiro set, o São Judas Voleibol começou embalado e abriu 3 a 0. A vantagem foi a quatro pontos em 6 a 2. O Corinthians-Guarulhos passou a pontuar e em boa passagem de Marcelinho pelo saque reduziu a diferença para um ponto em 7 a 8. Com Zsot, o São Judas voltou a ter vantagem (10 a 7). Com Diogo, o time corintiano fez 11 a 13. Com Vitão bem no saque, a equipe visitante colou no placar: 13 a 14. Na largadinha de Diogo, o Corinthians-Guarulhos chegou ao ponto de empate (17 a 17), forçando o adversário a pedir tempo. Szot pontuou no saque, o São Judas Voleibol voltou a abrir (19 a 17) e foi a vez de Gerson Amorim parar o jogo. O oposto seguiu destruidor no saque e os donos da casa chegaram a 21a 17. Com mais um ace de Szot, 22 a 17. No final, vitória do São Judas Voleibol por 25 a 21. 

Diferente dos sets anteriores, o Corinthians-Guarulhos começou com outro ritmo no terceiro set e com dois pontos seguidos de Riad fez 4 a 1. Orlando Araújo pediu tempo. Na volta, ace de Fábio e 5 a 1. No bloqueio de Gabriel, o time corintiano chegou a cinco de vantagem em 7 a 2. No erro do adversário, 11 a 4. No bloqueio de Riad, o Corinthians-Guarulhos marcou 14 a 7. No ace de Diogo, o Corinthians fez 21 a 14. Orlando pediu tempo. Mas o grupo corintiano seguiu sem dar chances ao adversário e, com Gabriel, fechou o terceiro set em 25 a 15. 

O quarto set teve equilíbrio no começo com um de vantagem de um ponto para o Corinthians-Guarulhos em 5 a 4. Com Willian, o São Judas Voleibol chegou ao ponto de empate em 7 a 7. O time visitante voltou a abrir vantagem em 13 a 9. Contando com erros do adversário, o São Judas Voleibol encurtou a diferença no placar e fez 15 a 16. O marcador ainda ficou igual em 16 a 16. O set seguiu equilibrado até o final do set, quando o Corinthians-Guarulhos abriu quatro de vantagem em 23 a 19 e depois fechou em 25 a 21. 

A parcial decisiva começou melhor para o Corinthians-Guarulhos que, com Riad, abriu 4 a 1. O time visitante ainda teve vantagem de quatro em 8 a 4. O placar ainda foi a 10 a 7 para o time comandado pelo técnico Gerson Amorim. O São Judas Voleibol reduziu a desvantagem para 8 a 10 e, na sequência, encostou em 9 a 10. Depois de uma bola bastante disputada, os donos da casa chegaram ao ponto de empate em 10 a 10. Willian ainda fez 11 a 10. Com Szot, 13 a 11. No final, depois de muita disputa, o Corinthians-Guarulhos fechou em16 a 14. 

“Não teve um jogador só que se destacou nesse jogo. Foi mérito do grupo inteiro e essa virada vau ser muito importante para a sequência da competição, no segundo turno. No primeiro passamos por muitas dificuldades, uma sequência que mexeu com a gente, muitas lesões e ainda beem que conseguimos esses dois pontos hoje. Não foi exatamente o que a gente queria, mas valeu”, disse o central Nicolas. 

“Toda derrota dói. Essa, então, em casa, saindo com 2 a 0. Teve mérito da equipe adversaria, que mexeu no time e dificultou tudo que havíamos proposto. No tie break, foi tudo igual e nos detalhes deixamos escapar das nossas mãos. Agora é aproveitar a folga para colocar tudo no lugar e voltar melhor para o segundo turno”, comentou o levantador Matheus Brasília. 

Agora as duas equipes voltam a jogar apenas em 2019. O Corinthians-Guarulhos entra em quadra no dia 11 de janeiro, às 18h, para enfrentar o Fiat/Minas, na Arena Minas, em Belo Horizonte. Já o São Judas Voleibol joga, no dia seguinte, às 18h, contra o Vôlei Renata no Baetão. 

Equipes:

São Judas Voleibol: Matheus Brasília, Szot, Diego, Leitzke, Willian, Pedro e Rafa (líbero)
entraram: Matheus, Lucas e Alisson
técnico: Orlando Araújo

Corinthians-Guarulhos: Marcelinho, Diogo, Nicolas, Vitão, Fábio, Luan e Serginho (líbero)
entraram: Cris, Gabriel, Rivaldo, Yago e Riad
técnico: Gerson Amorim

foto: July Stanzioni/São Judas Voleibol

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro