(Superliga) Em grande jogo, EMS Taubaté/Funvic quebra invencibilidade do Sesc-RJ

EMS Taubaté Funvic e Sesc-RJ corresponderam as expectativas e fizeram um jogo extremamente equilibrado, bem disputado e decidido apenas no tie-break. No final, melhor para o time paulista que, no ginásio Abaeté, venceu por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 15/25, 25/23, 23/25 e 15/10, em partida válida pela 7ª rodada da Superliga 2018/2019. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba chegou aos 14 pontos e segue no 4º lugar, enquanto os cariocas, que perderam sua invencibilidade, caíram para a vice-liderança, com 19 pontos. 

Vissotto abriu o placar da partida a favor do EMS Taubaté Funvic. Maurício Souza respondeu para o Sesc-RJ. Em grande passagem de Douglas pelo saque, o time da casa chegou a 6 a 1, forçando o técnico Giovane a pedir tempo. Na volta, 7 a 1. A equipe carioca reagiu e aproximou no placar em 7 a 9. No ace de Lucarelli, 11 a 7. Vissotto pontuou pela entrada de rede e fez 15 a 10. Lucarelli marcou 18 a 13. Uriarte pintuou na bola de segunda e o EMS Taubaté Funvic chegou a 20 a 14. Contando com erros do adversário, os donos da casa fizeram 23 a 17. E Lucão deu números finais ao primeiro set: 25 a 19. 

Depois de uma bola bastante disputada e grande defesa de Thales, Lucarelli pontuou e o EMS Taubaté/Funvic abriu 3 a 1 logo no começo do segundo set. O Sesc-RJ buscou e, no bloqueio de Maurício Souza, empatou em 3 a 3. Com mais um ponto do central neste mesmo fundamento, o time visitante fez 6 a 4. Leandro Vissotto marcou 8 a 10 para o grupo paulista. Quando o adversário fez 13 a 8, Daniel Castellani pediu tempo. Melhor no segundo set, o Sesc-RJ chegou a 15 a 10. Com Maurício Souza pontuando bem, em especial no bloqueio, a equipe do Rio de Janeiro abriu nove de vantagem: 19 a 10. Essa diferença foi a 10 pontos em 22 a 12. E o Sesc-RJ fechou em 25 a 15. 

Os times fizeram um início de terceiro set equilibrado, com um de vantagem para o EMS Taubaté Funvic: 5 a 4. O placar esteve igual em 6 a 6 e, no ace de Wallace, o Sesc RJ assumiu o comando do placar em 7 a 6. Japa bloqueou e o time do Rio abriu dois de vantagem (10 a 8). O set ganhou ainda mais equilíbrio e, em grande ataque de Douglas, o EMS Taubaté/Funvic deixou o marcador igual em 14 pontos. Com mais um ponto de bloqueio de Maurício Souza, 19 a 19. No lance seguinte, bloqueio de Lucão e 20/19 para o EMS Taubaté/Funvic. Em uma parcial bem mais equilibrada, o time da casa venceu por 25 a 23. 

O quarto set também começou equilibrado. No bloqueio de Vissotto, os donos da casa colocaram um a frente em 4 a 3. Wallace pontuou e colocou o Sesc-RJ com dois de vantagem: 7 a 5. A diferença aumentou em 8 a 5 e Castellani pediu tempo. A parada não funcionou e a diferença passou a ser de quatro (10 a 6). Wallace fez 12 a 9. O Sesc RJ seguiu no comando do marcador e, com Wallace na diagonal curta, fez 16 a 11. Castellani pediu tempo. Wallace seguiu pontuando bem e fez 17 a 11. No ponto de saque de Lucarelli, Taubaté marcou 15 a 19. O Sesc-RJ esteve no comando do placar na reta final do set em 22 a 18. O EMS Taubaté/Funvic reagiu em boa passagem de Douglas pelo saque e tirou a diferença para 20 a 22. Com Lucarelli, 21 a 22. Depois de uma bola muito disputada, com grandes defesas dos dois lados, Djalma pontuou e o Sesc RJ fez 24 a 22. No final, 25 a 23 para o time carioca. 

Com Lucão duas vezes, no ataque e no saque, o EMS Taubaté Funvic abriu 2/0 no início do set decisivo. O time da casa ainda abriu 3 a 1 com Douglas. Lucarelli marcou 5 a 2. No bloqueio de Lucarelli, a equipe paulista abriu 7 a 3 e Giovane pediu tempo. No erro do adversário, o EMS Taubaté/Funvic chegou a 9 a 5. Wallace explorou o bloqueio adversário e o Sesc-RJ fez 9 a 12. Mas, em casa, a equipe paulista levou a melhor e venceu por 15 a 10. 

“Fizemos uma boa partida, todo o grupo ajudou nesta noite, mantivemos a calma nos momentos difíceis e vencer uma equipe que estava invicta nos dá uma confiança ainda maior. Isso passa a ser muito importante para os próximos desafios, que são jogos muito difíceis também”, disse o ponteiro Lucarelli. 

“Conseguimos reagir no momento exato de cada set e principalmente no tie break. Tivemos uma semana muito boa de treinos, e isso refletiu em quadra hoje. Defendemos e bloqueamos muito bem e tivemos ótimos momentos no saque. Eu tenho essa chance de entrar para o serviço, tenho a confiança do Castellani para ser uma opção no saque, e acredito que um saque tático, bem colocado na hora certa, pode ser decisivo sim e ajuda muito num jogo de alto nível como esse”, comentou o levantador Fabiano. 

“A Superliga é isso. Todos são jogos duros, com sets e jogos decididos nos detalhes e temos que ter cabeça boa agora. Acho que poderia ter sido melhor, pecamos em alguns aspectos, mas estamos no caminho certo. Agora é seguir trabalhando, fazer uma semana boa de treino e preparar para sábado”, disse o central Maurício Souza. 

O EMS Taubaté/Funvic volta à quadra no próximo sábado, às 17h30min, quando irá a capital paulista enfrentar o Sesi-SP, no ginásio da Vila Leopoldina. No mesmo dia, às 18h, o Sesc-RJ irá ao interior de São Paulo enfrentar o Vôlei UM Itapetininga, no ginásio Ayrton Senna. 

Equipes:

EMS Taubaté/Funvic: Uriarte, Vissotto, Lucão, Robinho, Douglas Souza, Lucarelli e Thales (líbero)
entraram: Rapha, Abouba, Athos, Conte e Fabiano
técnico: Daniel Castellani

Sesc-RJ: Thiaguinho, Wallace, Maurício Souza, Tiago Barth, Japa, Djalma e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Juninho, Everaldo, Alexandre e Rammé
técnico: Giovane Gávio

foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio