(Superliga) De virada, Fiat/Minas vence Vôlei Ribeirão em Belo Horizonte

No encerramento da 9ª rodada da Superliga 2018/2019, o Fiat/Minas venceu, de virada, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão por 3 sets a 2, parciais de 22/25, 19/25, 25/13, 25/23 e 15/5, na Arena Minas, em Belo Horizonte. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 12 pontos e permanece na 8ª colocação, enquanto os comandados de Marcos Pacheco estão no 10º lugar, com dez pontos ganhos. 

O São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão saiu na frente no erro do adversário. A equipe visitante fez 2 a 0 no bloqueio de Petrus. O Fiat/Minas buscou e empatou em 5 a 5. Honorato pontuou no saque e levou o time da casa a 6 a 5. Quando Ribeirão abriu dois de vantagem (10 a 8) Nery Tambeiro pediu tempo. A diferença se manteve em dois pontos (14 a 12). O placar ficou mais largo (17 a 14) e o técnico do Fiat/Minas parou de novo. Com Marlon bem no saque, os donos da casa reduziram a desvantagem para 16 a 17. Depois de bom saque de Alisson, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão marcou 21 a 18. O time do interior de São Paulo seguiu melhor e comandou o marcador até fechar em 25 a 22. 

Matheus bloqueou e abriu o placar do segundo set. O Fiat/Minas seguiu na frente e colocou dois de vantagem em 6 a 4. Com dois bloqueios seguidos, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão assumiu o comando do marcador: 8 a 7. Nery Tambeiro pediu tempo. Na volta, ace de Ricardo e mais um ponto para os visitantes. No ponto de saque de Bob, o Minas encostou em 10 a 11. O placar ficou igual em 12 a 12. O São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão voltou a abrir vantagem em 16 a 13. O time da casa fez a troca de três jogadores e, com Felipe Roque, reagiu, fazendo 17 a 19. No ace de Gabriel, no entanto, o Ribeirão chegou a 23 a 19. Na sequência, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão venceu por 25 a 19. 

O início do terceiro set foi mais equilibrado, com as equipes empatadas em 3 a 3. Melhor em quadra no set, o Fiat/Minas teve três de vantagem (8 a 5) com dois bloqueios seguidos de Matheus. Marcos Pacheco pediu tempo neste momento. Com Marlon, o time mineiro marcou 10 a 6. Em mais um ponto de bloqueio de Matheus, o Fiat/Minas marcou 13 a 7. O São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão reagiu, fez 10 a 14, e o técnico da casa pediu tempo. O Minas voltou a pontuar e, com Piá duas vezes consecutiva, abriu sete de vantagem: 17 a 10. Superior em quadra, o Fiat/Minas chegou a 22 a 13 com Honorato. Em grande passagem de Flávio pelo saque, o time mineiro fechou em 25 a 13. 

O jogo ganhou ainda mais emoção após a vitória do Fiat/Minas no terceiro set. Pontuando no saque, Alisson Melo levou o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão a fazer 4 a 2. O time visitante aumentou a vantagem em 7 a 4. No bloqueio de Davy, o Fiat/Minas encostou no marcador (7 a 8). No bloqueio de Matheus, 8 a 8. O time da casa abriu 10 a 8 e a equipe paulista voltou a assumir o comando do placar no ponto de saque de Brunão: 11 a 10. Com Pétrus, Ribeirão fez 14 a 13. No erro do adversário, o Fiat/Minas abriu dois (17 a 15). Em um belo ataque de Honorato, na diagonal, o time da casa chegou a 18 a 15. A reta final do set foi de emoção e equilíbrio. Empate em 21 a 21. Com Honorato no bloqueio, 24 a 22. E novamente com o ponteiro, 25 a 23. 

O Fiat/Minas começou bem e abriu 3 a 0 no começo do tie-break. Pacheco pediu tempo. Com Davy, os donos da casa chegaram a 6 a 1. Na troca de quadra, o time mineiro tinha seis de vantagem (8 a 2). Com Ricardo, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão marcou 4 a 9. Os donos da casa fizeram 11 a 4. E Honorato finalizou o jogo fazendo 15 a 5 para o Fiat/Minas. 

“Nossa equipe vem em uma crescente, fazendo bons treinos, trabalhando para evoluir em alguns fundamentos. Hoje tivemos um pouco mais de vontade por estar dentro de quadra, em um bom jogo. Temos um elenco muito bom com atletas com experiência e outros jovens e temos que aproveitar esse momento dentro de quadra para fazer o nosso melhor”, disse o central Flávio, eleito o melhor em quadra. 

“Começamos mal e não podemos errar tanto. Depois dos dois primeiros sets, veio a estratégia do banco de mudar o saque flutuante e deu certo. Quebramos mais o passe deles e nosso sistema defensivo funcionou bem melhor. Tocamos mais na bola, geramos contra-ataque e temos que destacar a superação da equipe. Não começamos num dia bom, mas conseguimos virar a chave e mostrar a resiliência do grupo”, ressaltou o ponteiro Honorato. 

“Os jogos aqui em Belo Horizonte, dentro do Minas Tênis Clube, são sempre difíceis. Conseguimos fazer um bom começo do jogo, imprimimos nosso ritmo, mas depois eles mudaram e nós não soubemos nos adaptar a isso”, disse o ponteiro Alisson Mello. 

O Fiat/Minas volta à quadra no sábado, às 19h45min, quando irá ao Paraná enfrentar o Copel Telecom/Maringá, no ginásio Chico Neto. Já o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão voltará a jogar domingo, às 17h, diante do EMS Taubaté/Funvic, na Cava do Bosque. 

Equipes:

Fiat/Minas: Marlon, Davy, Flávio, Matheus, Bob, Honorato e Rogerinho (líbero)
entraram: Maique, Carísio, Felipe Roque e Piá
técnico: Nery Tambeiro

São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão: Luisinho, Alisson Melo, Pétrus, Brunão, Gabriel, Ricardo Jr. e Diego (líbero)
entraram: Fábio Paes, Jotinha, Alemão e Bairros
técnico: Marcos Pacheco

foto: Orlando Bento/MTC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro