Vôlei Renata reforça elenco e contrata campeão mundial João Paulo Tavares

Campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2010, o ponteiro João Paulo Tavares é o novo reforço do Vôlei Renata para a disputa da Superliga Masculina. Experiente, o jogador retorna ao time campineiro após duas temporadas para fortalecer ainda mais o elenco comandado pelo técnico Horácio Dileo. 

Além do time campineiro, onde jogou nas temporadas 2013/2014 e 2014/2015, Tavares passou por equipes como Banespa, Cimed, Unisul e atuou fora do Brasil, defendendo Panasonic Panthers, do Japão, e Castellana Grotte, da Itália. Com a camisa da Seleção Brasileira, foi duas vezes campeão da Liga Mundial (2009 e 2010) e fez parte do grupo que faturou o título mundial de 2010. 

“É muito legal poder voltar e reencontrar o pessoal que jogou comigo aqui como o Luizinho e o Vini. Parece que a amizade, a convivência, continua de onde tinha parado. Ela não deixou de existir quando sai, mas é a mesma dos anos que joguei aqui”, comentou o jogador, que defendeu Vôlei Ribeirão na última temporada, justamente o próximo adversário do Vôlei Renata na Superliga. 

“O time de Ribeirão mudou bastante desde quando sai, mas algumas peças ainda continuam, então vou poder ajudar em uma característica ou outra. Mesmo assim, o mais importante é que chego para auxiliar o Vôlei Renata, a princípio nos treinos, também tentando ajudar os mais jovens como o Renan e o Dani, que tem muita qualidade. A medida que eu for adquirindo o mesmo ritmo dos demais, vou me inserindo ao time e ajudando da melhor forma possível”, acrescentou. 

Tavares se juntou ao elenco campineiro há duas semanas e esteve em quadra na partida contra o Sesi-SP na última semana. Ele começou no banco de reservas e entrou em algumas passagens de rede para compor o bloqueio. Com João Paulo Tavares, o Vôlei Renata segue se preparando para mais um duelo pela Superliga. Em sexto lugar, com nove pontos, o time campineiro recebe o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, no ginásio do Taquaral, em Campinas, às 18 horas. 

“Foi tudo bem rápido. Comecei a treinar aqui e em menos de duas semanas já estava jogando. É bom sentir essa adrenalina do jogo, de tentar ajudar o time, claro que ainda falta um pouco de ritmo, mas serve de estímulo para continuar”, encerrou o ponteiro. 

foto: Vôlei Renata/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio