(Superliga) No tie-break, Sada/Cruzeiro vence Copel Telecom/Maringá

Na abertura da 3ª rodada da Superliga 2018/2019, o Sada/Cruzeiro precisou suar muito para vencer o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 21/25, 19/25, 25/18 e 15/10, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com o resultado, a equipe mineira segue na liderança, com 11 pontos (em cinco partidas), enquanto o time paranaense somou seu primeiro ponto (em três jogos) e aparece na 10ª colocação. 

Em uma noite chuvosa, em Contagem, o Sada/Cruzeiro iniciou o duelo abrindo boa vantagem após ataque de Isac: 6 a 3. No bom saque de Le Roux, os donos da casa seguiam com boa diferença no placar (12 a 9) e após um erro de ataque do Copel Telecom/Maringá, a diferença foi para 17 a 13. Os comandados de Marcelo Mendez dominavam as ações, enquanto os visitantes tinham dificuldades no side-out. No final, vitória celeste por 25 a 19. 

No segundo set, o equilíbrio foi maior, com o Copel Telecom/Maringá apostando na força do ponteiro Daniel: 4 a 3. O Sada/Cruzeiro caiu de rendimento, principalmente no ataque, enquanto os paranaenses foram abrindo boa vantagem no placar: 12 a 9 e na sequência 18 a 15. Após uma pequena reação, com um ponto de bloqueio, os donos da casa encostaram: 21 a 18, mas o ímpeto da equipe comandada por Alessandro Fadul foi maior e a vitória acabou sendo de 21 a 25. 

Como era de se esperar, a terceira parcial seguiu parelha, com as duas equipes forçando bastante o saque: 4 a 4. O Sada/Cruzeiro errava muito, principalmente no saque, enquanto os visitantes buscavam uma variação maior de ataque, com boa distribuição de Rodrigo Ribeiro: 10 a 12. Com o jogo bem equilibrado, um lance acabou fazendo o líbero Serginho receber cartão vermelho, o que fez o Copel Telecom/Maringá disparar no placar: 14 a 18. No final, os visitantes administraram a vantagem e fecharam com 19 a 25. 

Com 2 sets a 1 contra, o Sada/Cruzeiro foi para o tudo ou nada na quarta parcial e logo colocou três pontos de vantagem: 6 a 3. Com ace de Sander, os donos da casa fizeram 12 a 7 e a passagem no norte-americano pelo saque foi sensacional, tanto que o time celeste chegou a abrir 15 a 7. O Copel Telecom/Maringá errava demais, principalmente no saque e quando Lucas errou esse fundamento, o placar era de 21 a 14. No final, vitória dos mineiros por 25 a 18. 

O tie-break, apesar de ser um set mais curto, foi bem parecido com o quarto período. Com Sander soltando o braço no saque, o Sada/Cruzeiro fez 4 a 2 e logo o placar era de 7 a 4 após bloqueio de Fernando Cachopa. Na sequência, em novo bloqueio, desta vez de Le Roux, os mineiros fizeram 9 a 5 e no erro de saque de Hugo, a vantagem foi para 13 a 7. No final, com ponto de Sander, o Sada/Cruzeiro fechou a parcial e o jogo com 15 a 10. 

“Foi um jogo difícil. No segundo e no terceiro set nós jogamos mal, erramos bastante, mas depois conseguimos colocar a cabeça no lugar e fazer um quarto e quinto set consistentes. A gente tem que conversar e trabalhar muito para que isso não aconteça. O Sada Cruzeiro está acostumado a jogar grandes partidas. Estamos ainda no começo da temporada e com grandes objetivos pela frente. Temos que continuar crescendo e evoluindo muito”, disse o oposto Evandro. 

O Sada/Cruzeiro volta a quadra na próxima sexta-feira, dia 16, às 20h, diante do Caramuru Vôlei, novamente no ginásio do Riacho, em Contagem. Já o Copel Telecom/Mairngá pega o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão no sábado, dia 17, às 17h, na Cava do Bosque. 

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Rodriguinho, Leozinho, Isac, Le Roux e Serginho (líbero)
entraram: Sandro, Luan, Robert e Sander
técnico: Marcelo Mendez

Copel Telecom/Maringá: Rodrigo Ribeiro, Lucas, Hugo, Daniel, Rômulo, Johan e Mario Júnior (líbero)
entraram: Leandrão, Daniel e Lucas Thomaz
técnico: Alessandro Fadul

foto: Agênciai7

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio