(Superliga) Em Belo Horizonte, EMS Taubaté/Funvic supera Fiat/Minas

Pela 5ª rodada da Superliga 2018/2019, o EMS Taubaté/Funvic derrotou o Fiat/Minas por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 17/25, 25/18 e 25/19, na Arena Minas, em Belo Horizonte. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba alcançou os 12 pontos e permanece na quarta colocação, enquanto a equipe mineira parou nos nove pontos e agora está na 6ª posição da tabela. 

Lucão abriu o placar do jogo para o EMS Taubaté/Funvic. A equipe visitante ainda abriu 4 a 1. O time de São Paulo teve quatro de vantagem em 9 a 5. O Fiat/Minas reagiu e, em boa passagem de Cledenilson pelo saque, encostou em 9 a 10. Em bom saque de Lucão, o EMS Taubaté/Funvic voltou a abrir vantagem (14 a 12) e Nery Tambeiro pediu tempo. No ace de Douglas, 18 a 15. O placar ainda foi a 19 a 15 e o Fiat/Minas parou de novo. O time mineiro buscou mais uma vez e empatou em 20 a 20. A reta final do set seguiu com equilíbrio e a equipe visitante fez 25 a 22. 

Em boa passagem de Lucão pelo saque, o EMS Taubaté/Funvic fez 5 a 4. No bloqueio, o Fiat/Minas fez 7 a 5. Contando com erros do adversário, os donos da casa abriram boa vantagem em 11 a 8. Com ponto de saque de Honorato, o Fiat/Minas chegou a 16 a 12 e forçou o adversário a pedir tempo. A vantagem mineira se manteve em quatro pontos em 20 a 16 e, com Honorato, aumentou para 21 a 16. E o Fiat/Minas fechou em 25 a 17. 

O terceiro set teve um início equilibrado, com o Fiat/Minas fazendo 4 a 3. O EMS Taubaté Funvic empatou em 7 a 7. Mais um empate em 10 a 10. Em boa passagem de Abouba pelo saque, o time visitante fez 14 a 12. Com Douglas, 17 a 14. Com Davy, que havia entrado na inversão junto com Carísio, pontuando bem, o Fiat/Minas diminuiu a diferença para 17 a 19. O EMS Taubaté/Funvic voltou a abri vantagem (22 a 17) e Nery Tambeiro pediu tempo. As orientações não tiveram o efeito esperado pelo treinador e o EMS Taubaté Funvic venceu por 25 a 18. 

Mais uma vez, a parcial teve um início equilibrado, com as duas equipes empatando em 5 a 5. O EMS Taubaté/Funvic teve vantagem e, com Honorato, o Fiat/Minas empatou novamente em 9 a 9. Lucarelli pontuou e o time visitante abriu 12 a 9. Em boa passagem de Robinho pelo saque, o placar ainda foi a 14 a 9. A vantagem seguiu tranquila para o lado do EMS Taubaté/Funvic, que chegou a 19 a 14. A diferença no placar foi administrada pelo time de São Paulo, que fechou em 25 a 19. 

“Primeiro, quero agradecer a todos que votaram. Sei que não estou no meu 100% ainda, acredito que ainda precise de umas três semanas para eu voltar a saltar e jogar o que eu posso, mas estamos trabalhando. Desde que me lesionei, continuei fazendo o máximo que eu conseguia para não perder o ritmo, e estou muito feliz pelo jogo de hoje (...) Sabemos que todo jogo e todo ponto é muito importante, principalmente em um campeonato tão disputado como a Superliga. Estamos criando uma identidade ainda e nos ajustando. Sabemos do potencial do nosso time, mas temos a humildade de reconhecer que precisamos ajustar algumas coisas”, disse o ponteiro Douglas Souza. 

“Difícil falar depois de uma derrota dessa maneira. Para mim, o jogo foi muito morno, em todos os sets. Começamos perdendo, nossa linha de passe não se encontrou hoje e tomamos muitos aces. Isso custou muito caro para a equipe e atrapalhou a nossa virada de bola (...) Hoje também o nosso saque não funcionou e isso eliminou o nosso ponto forte, que é o sistema defensivo. O jogo ficou difícil para o nosso lado. Tomamos pontos, eles abriram vantagem, e jogar atrás do placar é sempre muito difícil contra essas equipes”, comentou o central Flávio. 

No próximo sábado, às 18h, o EMS Taubaté/Funvic encara o Vôlei UM Itapetininga, no ginásio Ayrton Senna. No mesmo dia, às 21h30min, o Fiat/Minas enfrenta o Sesc-RJ, na Jeunesse Arena. 

Equipes:

Fiat/Minas: Marlon, Roque, Flávio, Cledenilson, Bob, Honorato e Rogerinho (líbero)
entraram: Davy, Piá, Maique e Carísio
técnico: Nery Tambeiro

EMS Taubaté/Funvic: Uriarte, Vissotto, Lucão, Robinho, Lucarelli, Douglas Souza e Thales (líbero)
entraram: Raphael, Facundo Conte e Abouba
técnico: Daniel Castellani

foto: Orlando Bento/MTC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio