(Libertadores) Sesc-RJ vence Ciudad Voley e segue líder isolado do Grupo A

O Sesc-RJ chegou a sua terceira vitória consecutiva na Copa Libertadores de Voleibol. Jogando no ginásio do Riacho, em Contagem, a equipe carioca derrotou o Ciudad Voley, da Argentina, por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 27/25 e 25/23. O resultado fez o time comandado por Giovane Gavio chegar aos nove pontos e alcançar a liderança isolada do Grupo A.

O primeiro set contou com jogadas bastante equilibradas entre argentinos e brasileiros. O placar foi aberto pela equipe do Sesc-RJ que, ponto a ponto, tentava ganhar espaço em cima dos argentinos. Com ataque firme, a equipe carioca soube explorar o território e manter à frente em toda a parcial. Após o 18º ponto (primeiro marcado pelo Búlgaro Penchev no ataque) o time brasileiro abriu cinco pontos de diferença e manteve a liderança até finalizar o set em 25 a 19. 

Muito equilíbrio é a expressão que define o segundo set, tanto nos erros quanto nos acertos dos brasileiros e argentinos. No começo da parcial, o Ciudad Voley se enrolou e entrou numa sequência de quatro erros consecutivos, no entanto, os argentinos forçaram o ataque e conseguiram virar no 11º ponto. Do 11º até o 22º, a partida foi marcada com jogo acirrado, com ambas as equipes disputando ora sim ora também a pontuação até o Sesc-RJ virar ao marcar 26 a 25. O 27º e derradeiro ponto começa com pressão do saque de Djalma nos argentinos, que mantêm bom passe, mas não conseguem segurar a bomba do búlgaro Penchev: 27 a 25. 

Já no terceiro set, Sesc-RJ e Ciudad Voley, que tinha no ponteiro Luengas (16 pontos) a maior referência ofensiva, voltaram inspirados, apresentando jogo mais veloz. Apesar do bom desempenho, os brasileiros, com destaque para o ponteiro Djalma (12 pontos) e o central Aracaju (11 pontos), conseguiram se manter com leve vantagem e garantiram o triunfo ao fechar a partida a 25 a 23. 

“A gente conseguiu manter um bom ritmo de jogo no primeiro set, sacando muito bem. Isso facilitou um pouco nosso jogo, porém no segundo set nosso saque caiu e os argentinos também entraram mais agressivos no saque, o que dificultou um pouco nossa virada de bola. No geral, acho que a equipe conseguiu se portar bem dentro de quadra mesmo nos momentos de dificuldade e isso é muito importante para uma equipe que deseja chegar até as finais. Apesar de hoje estar jogando de oposto, que não é a minha posição oficial, fiquei muito feliz em poder ajudar a nossa equipe com mais um resultado positivo”, analisou o ponteiro Djalma. 

foto: Agenciai7

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio