(Libertadores) Em estreia, EMS Taubaté/Funvic supera UPCN no tie-break

Jogando em San Juan, na Argentina, a EMS Taubaté Funvic venceu o UPCN por 3 sets a 2, parciais de 35/33, 17/25, 25/13, 24/26 e 15/10, pela rodada de estreia do Grupo 2 da Copa Libertadores de Vôlei. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba soma dois pontos, enquanto o atual campeão argentino garante um ponto. O líder da chave é o Sesi-SP (três pontos), que venceu o Libertad. 

O primeiro set foi extremamente equilibrado, com as duas equipes sendo bastante efetivas no ataque. O Taubaté teve um começo melhor, e chegou a abrir 5 pontos de vantagem, e parecia levar o set para uma vitória tranquila. No entanto, o UPCN reagiu, e virou em 20 a 19. Daí em diante a troca de pontos foi equilibrada até o final. Os dois times tiveram três set points cada. Depois de 36 minutos, o EMS Taubaté/Funvic conseguiu fechar em 35 a 33. 

A UPCN inverteu o ritmo no segundo set e começou a dominar no placar. Com Bartman e Lazo liderando o ataque e o impecável trabalho de Cavanna, os donos da casa conseguiram três pontos de vantagem (10 a 7). O ponteiro Conte era um pilar para a recuperação do EMS Taubaté/Funvic, mas quando o visitante se aproximou, a UPCN foi letal e escapou novamente no marcar e no ataque de Stulenkov fechou em 25 a 17. 

O terceiro set voltou a ser de predominância da EMS Taubaté/Funvic, que conseguiu usar bem o saque, variando entre o forçado e o tático, dificultando bastante a recepção do UPCN: 12 a 7. Com os atacantes sendo efetivos e virando várias bolas, os brasileiros não encontraram dificuldades em vencer por 25 a 13. 

O quarto set foi de equilíbrio novamente. As duas equipes estiveram bem na parte ofensiva, com o EMS Taubaté/Funvic apostando no saque forçado e com seus ponteiros trabalhando bem. O time argentino equilibrou as ações, com destaque para Bartman e errando menos, venceu por 26 a 24. O tie-break foi de maior domínio da EMS Taubaté Funvic, que usou bem a variação de saque e contou com ótima atuação do bloqueio. Com bom volume de jogo, os brasileiros impuseram o ritmo do set, vencendo com superioridade por 15 a 10. 

“Acho que a maior dificuldade foi encarar o cansaço da viagem de Taubaté até aqui, o que acabou não deixando a gente apresentar nosso melhor jogo. A partida foi difícil, o time deles complicou bastante para nós em alguns momentos, e nós também cometemos alguns erros. Mas no fim a vitória foi justa, as individualidades pesaram para nós e somamos pontos, mas temos que melhorar e apresentar um jogo melhor nesta terça”, comentou o oposto Leandro Vissotto. 

Nesta terça-feira, às 18h, o EMS Taubaté/Funvic encara o Libertad, enquanto às 21h, a UPCN enfrenta o Sesi-SP.

foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio