(Superliga) Com virada no 3º set, Sada/Cruzeiro derrota Vôlei UM Itapetininga

Jogando no ginásio Ayrton Senna, o Sada/Cruzeiro derrotou o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/17 e 26/24, pela rodada inaugural da Superliga 2018/2019. Essa foi a segunda partida da equipe celeste, que perdeu em jogo antecipado da 6ª rodada para o Vôlei Renata, enquanto os comandados de Fabiano Magoo realizaram a sua estreia e mesmo com o resultado negativo fizeram uma boa apresentação. 

O primeiro set teve grande equilíbrio até o Sada/Cruzeiro abrir três pontos (18 a 15) e Fabiano Magoo pedir tempo. A partir deste momento os cruzeirenses aumentaram a vantagem para 20 a 15. O Vôlei UM Itapetininga reagiu, encostou no placar em 21 a 22, e a parcial voltou a ficar bem disputada. No final, o time mineiro venceu por 25/23.

O segundo set teve o mesmo ritmo, com uma fase inicial disputada ponto a ponto pelas duas equipes (13 a 13). Assim como no set anterior, o Sada/Cruzeiro abriu vantagem no mesmo momento: 21 a 15. Assim, a equipe cruzeirense levou a melhor na reta final do set e fechou em 25 a 17. 

Com ponto de bloqueio de Ademar, o Vôlei UM Itapetininga assumiu o comando do placar no começo do terceieto set: 6 a 5. O set esteve igual em 11 a 11, e o Sada/Cruzeiro abriu vantagem. Depois, foi a vez do time da casa abrir ampla diferença no placar, chegando a fazer 24 a 21. Mas, em grande passagem de Rodriguinho pelo saque, o grupo cruzeirense virou e fechou em 26 a 24. 

“Eu não tinha muita opção não. Eu fui para o saque, tive que arriscar tudo, consegui uma sequência boa e ainda fechei com um ace. Foi um bom jogo, com uma vitória importantíssima pra nossa equipe, com um placar de 3 a 0, o que tira um pouco da pressão e mostra que o time está se ajustando, está crescendo. E vamos seguir assim, com essa força e essa dedicação, porque queremos evoluir cada vez mais”, disse o ponteiro Rodriguinho. 

“Conseguimos jogar de igual para igual contra uma equipe forte como o Sada Cruzeiro. Eles perderam na estreia e entraram hoje muito focados, forçando o saque o tempo todo e nós suportamos bem essa pressão. Tivemos a chance de fechar o terceiro set, não conseguimos e não devemos nos lamentar tanto agora. A Superliga Cimed é muito longa e já temos que virar a chave e pensar no São Judas Voleibol”, disse o levantador Pedro, que deixou o jogo lesionado. 

“Acho que estirei a panturrilha. Foi do mesmo jeito das outras duas vezes que isso já aconteceu. Espero que não seja nada tão grave para não ficar muito tempo fora”, contou o jogador do time do interior de São Paulo, ainda sem certeza da gravidade da lesão. 

O Sada/Cruzeiro volta a jogar no próximo sábado, às 19h, para enfrentar o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 18h, o Vôlei UM Itapetininga recebe o São Judas Voleibol, novamente no ginásio Ayrton Senna. 

Equipes:

Vôlei UM Itapetininga: Pedro, Sanchez, Ademar, Mineiro, Jarman, Wennder e Filipinho (líbero)
entraram: Bernardo, Leandrão e Bala
técnico: Fabiano Magoo

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Filipe, Rodriguinho, Isac, Le Roux e Serginho (líbero)
entraram: Leozinho, Luan, Sandro e Lucas Bauer
técnico: Marcelo Mendez

foto: Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio