Superliga 2018/2019: Vôlei UM Itapetininga

Vice-campeão da Superliga B, o Vôlei UM Itapetininga fará sua estreia na elite nacional nesta Superliga 2018/2019. Tendo no campeão olímpico André Nascimento um de seus idealizados, o projeto é bem organizado e com planejamento para ir crescendo a cada temporada. Por conta disso, a diretoria do clube paulista trouxe alguns reforços para qualificar o jovem elenco, com o primeiro objetivo de se manter na principal competição do país.

Para encarar a elite nacional, o Vôlei UM Itapetininga foi buscar jogadores que tiveram bom rendimento na Superliga 2017/2018, casos do levantador Pedro (ex-Vôlei Canoas), o ponteiro Mineiro (ex-Corinthians-Guarulhos) e o central Wennder (ex-Copel Telecom/Maringá). Além deles, o clube paulista acertou as chegadas de dois estrangeiros, casos do oposto cubano Michael Sanchez e do central norte-americano Price Jarman.

“Nossa expectativa é de podermos fazer o nosso melhor, com as nossas condições (...) Primeiro pensar em manter a equipe na elite do voleibol nacional (...) A vinda do Michael Sanchez nos dá um salto de qualidade, pois é um jogador qualificado e com muita experiência. O Price é um jovem central de grande potencial que precisa se adaptar ao voleibol brasileiro, mas com certeza irá nos ajudar no decorrer da temporada. Nos resta trabalhar e construir a equipe”, afirmou o treinador Fabiano Magoo. 

No Campeonato Paulista, o Vôlei UM Itapetininga teve altos e baixos, porém foi visível a evolução da equipe no decorrer da fase classificatória, sendo eliminado nas quartas de final pelo EMS Taubaté/Funvic, que acabou sendo campeão. Vale destacar que boa parte do Estadual, o técnico Fabiano Magoo estava ausente, pois comandava a Seleção Brasileira Sub-19 (campeão sul-americana).

O Vôlei UM Itapetininga estreia na Superliga 2018/2019 na sexta-feira, dia 26, às 19h30min, diante do Sada/Cruzeiro, no ginásio Ayrton Senna.

ANALISE

Pontos Fortes: O levantador Pedro já mostrou na temporada passada que tem qualidade e pode fazer a diferença para o time, assim como o ponteiro Victor Birigui.

Pontos Fracos: Com a chegada de dois estrangeiros e três jovens cedidos pelo Sesi-SP recentemente, o entrosamento (e ritmo de jogo) pode atrapalhar

Palpite Espaço do Vôlei: Terá que suar muito para chegar aos playoffs

foto: Alex Júnior/UM Itapetininga

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio