Superliga 2018/2019 é lançada oficialmente com apresentação em São Paulo

Nesta quarta-feira, em São Paulo, foi lançada oficialmente a Superliga 2018/2019, com a presença de representantes dos 12 clubes participantes. A edição que completa 25 anos da maior competição de voleibol no Brasil terá início no próximo dia 24 de outubro, às 19h30min, com o duelo entre o Vôlei Renata e o atual campeão Sada/Cruzeiro, no ginásio do Taquaral, em Campinas. 

O evento contou com técnicos, atletas e dirigentes de Sada/Cruzeiro, Sesi-SP, Sesc-RJ, EMS Taubaté/Funvic, Fiat/Minas, Vôlei Renata, São Judas Vôlei, Corinthians-Guarulhos, Caramuru Vôlei, Copel Telecom/Maringá Vôlei, São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão e Vôlei UM Itapetininga. Vale destacar que nesta edição o que não falta são treinadores experientes e com identificação no voleibol. 

“É uma honra para Ribeirão Preto participar da maior competição de voleibol do país. Na temporada passada passamos por todas as etapas para chegarmos aqui. Jogamos a Taça Prata, que agora é Superliga C, jogamos a Superliga B, então temos uma expectativa muito grande não só da equipe para esta participação, mas a comunidade local que abraçou nosso time. Temos o ginásio cheio em todos os jogos e queremos fazer grandes espetáculos ao longo da competição, dando um retorno a essa comunidade que nos apoia tanto”, disse o técnico do São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, Marcos Pacheco 

“Esta será a minha décima temporada no Brasil e estou muito agradecido ao voleibol brasileiro e aos jogadores que treinei ao longo desse período. Sabemos que teremos uma missão mais difícil ainda, com tantas equipes fortes na disputa. Vamos trabalhar para entrosar a nossa nova equipe e, será um trabalho duro. Mas tenho certeza que será uma temporada especial”, declarou o treinador do Sada/Cruzeiro, Marcelo Mendez. 

Para se ter uma ideia da qualidade da Superliga, dos 12 campeões olímpicos na Rio/2016, apenas o levantador Bruninho está atuando em outra liga (na Itália). Um dos campeões olímpicos que estarão em quadra nesta temporada, o ponteiro Ricardo Lucarelli, do EMS Funvic Taubaté, volta a disputa depois de quase um ano afastado por lesão e está confiante com as chances do time paulista na competição. 

“Com certeza nossa equipe foi montada para conquistar o título, mas sabemos que todas as outras equipes montaram excelentes elencos. Por isso, acreditamos que a batalha pelo título desta temporada será bastante dura. Mas, acredito que trabalhar com este foco nos ajuda a nos esforçar cada vez mais, que a gente consiga levar o troféu para a cidade de Taubaté, que merece”, comentou Lucarelli. 

Como é de praxe, a Superliga contará com alguns estrangeiros, casos dos argentinos Demián Gonzalez (Vôlei Renata), Alejandro Toro (Caramuru Vôlei) e Nico Uriarte (EMS Taubaté Funvic), do francês Le Roux (Sada/Cruzeiro), do cubano Michael Sanchez (UM Itapetininga) e do norte-americano Taylor Sander (Sada/Cruzeiro). Além disso, dos 12 jogadores vice-campeões mundiais recentemente na Itália, dez estarão na competição. 

“Estou muito animado de jogar aqui. A principal razão de eu ter escolhido jogar em um clube brasileiro é o nível da Superliga. A seleção brasileira é uma das melhores do mundo, e não é à toa, já que conta com um campeonato muito forte. Eu estou animado para começar uma nova aventura, aprender uma nova forma de jogar voleibol. A cultura do voleibol no Brasil é muito forte e tenho certeza que será uma ótima experiência para a minha carreira. Meu objetivo é sempre jogar em grandes clubes, e eu quero ganhar títulos pelo Sada/Cruzeiro”, explicou Sander. 

“Agora temos este grande desafio da Superliga masculina, ainda mais para mim, que quero dar sequência ao trabalho que fiz na temporada com a seleção. Tem aquela ansiedade pela estreia, mas vamos em busca da nossa meta de estar entre os três primeiros. Somos uma equipe jovem, mas com talento. Sabemos do desafio, mas vamos confiantes”, contou Maique. 

foto: Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio