(Libertadores) Sada/Cruzeiro e Sesc-RJ abrem competição em Contagem

O ginásio do Riacho, em Contagem, recebe nesta sexta-feira, às 20h, a partida inaugural da Copa Libertadores de Vôlei. Sada/Cruzeiro e Sesc-RJ se enfrentam na 1ª edição do torneio que quatro equipes brasileiras e quatro argentinas na briga pelo título. Essa será a primeira apresentação do time celeste na temporada 2018/2019 ao lado do seu torcedor. 

O retrospecto entre as equipes é bem equilibrado. No primeiro turno da última Superliga, em outubro do ano passado, os cruzeirenses levaram a melhor no Riachão, por um placar de 3 a 2. Depois, no começo de janeiro, pelo returno, os cariocas comandados por Giovane Gávio venceram em casa, também no tie-break. E no final de janeiro as equipes se enfrentaram em São Paulo pela semifinal da Copa Brasil, com vitória dos cruzeirenses por 3 a 1. 

“São sempre jogos muito disputados, entre Sada/Cruzeiro e o Sesc-RJ, e este também deve ser muito equilibrado. Início de temporada é um período de ajustes, mas estão todos muito empolgados por jogar em casa, reencontrar a nossa torcida em Contagem e ainda entrar em quadra por uma competição internacional, um torneio que vem agregar muito ao voleibol Sul-Americano”, disse o técnico Marcelo Mendez. 

“Por tudo o que conquistou o Sada Cruzeiro já fez história, em todas as competições. Vencemos e marcamos nosso nome em Mundiais, no Sul-Americano, na Superliga, na Copa Brasil, em todos os torneios que disputamos, e nesta agora, na Copa Libertadores, queremos fazer isso também. Queremos buscar esse título novo. Esse continua sendo o espírito do grupo, fazer o nosso melhor e tentar vencer tudo aquilo que a gente disputar”, afirmou o capitão Filipe. 

Depois de sagrar-se campeão carioca no último sábado, o Sesc-RJ volta à quadra querendo fazer bonito na Copa Libertadores de Vôlei, torneio piloto mas que pode ser tornar uma importante competição sul-americana de clubes. O técnico Giovane Gavio segue com alguns desfalques, casos do oposto PV (sofreu um estiramento no adutor) e o ponteiro Maurício Borges (se recupera de lesão no joelho direito), Tiago Barth (torceu o tornozelo direito), além de Wallace e Maurício Souza, que defendem a Seleção Brasileira e do búlgaro Rozalin Penchev, que ainda não se reapresentou após disputar o Mundial. 

“O nosso time ainda não está completo, mas no deles também faltam algumas peças. Lógico que será uma partida difícil, eles são os atuais campeões brasileiros e há três ou quatro anos seguem com a mesma base, o que ajuda o time, que acaba jogando redondo. Mas é um jogo aberto, os dois times vão querer muito a vitória. É o primeiro jogo da Copa Libertadores, e isso significa uma motivação a mais. Mesmo sendo na casa deles a gente vai para ganhar. Não há outro pensamento a não ser vencer”, disse o ponteiro Japa. 

foto: @agencia_i7

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio