(Campeonato Mundial) Brasil vence Eslovênia e se classifica para a fase final

O Brasil está classificado para a Fase Final do Campeonato Mundial. A equipe dirigida pelo técnico Renan Dal Zotto levou a melhor sobre a Eslovênia por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/21 e 25/16, na Arena Paladozza, em Bolonha, na Itália. Com o resultado, o time verde e amarelo garantiu a vaga na próxima fase da competição, já figurando entre as seis melhores seleções do mundo. O terceiro e último compromisso da seleção nesta segunda fase do campeonato será neste domingo, às 15h30min (horário de Brasília) contra a Bélgica e terá transmissão ao vivo do canal SporTV 2. 

A Eslovênia saiu na frente, mas o Brasil deixou tudo igual em 1 a 1. Com Isac, a seleção braisleira fez 3 a 2. Os eslovenos chegaram ao ponto de empate em 6 a 6. No primeiro tempo técnico, a equipe brasileira tinha dois de vantagem: 8 a 6. No bloqueio de Douglas, 9 a 6. Com ace de Lucão, a seleção verde e amarela chegou a 12 a 8. Lipe marcou 14 a 10. No bloqueio, a Eslovênia aproximou no placar e fez 13 a 15. Em combinação rápida de Bruninho com Lucão, 16 a 13. Wallace largou e marcou 18 a 14. O placar voltou a ficar equilibrado quando, no erro do Brasil, a seleção eslovena marcou 18 a 19. Renan pediu tempo. A equipe brasileira voltou a ter dois de vantagem em 22 a 20 e, depois, aumentou em 23 a 20. No bloqueio de Douglas, o Brasil fechou em 25 a 22. 

O equilíbrio permaneceu no início do segundo set. A seleção brasileira colocou um de vantagem com Isac, pelo meio de rede: 9 a 8. No lance seguinte, ace de Wallace e 10 a 8. Isac pontuou duas vezes seguidas no saque e o Brasil chegou a 14 a 10, forçando o adversário a pedir tempo. Na volta, mais um ace do central (15 a 10). Os eslovenos reagiram, fizeram 13 a 15 e foi a vez de Renan parar o jogo. O adversário ainda encostou em 14 a 15 e, no ace, deixou tudo igual em 15 pontos. Com bom saque de Bruninho, a equipe de Renan voltou a ter vantagem (17 a 15). A diferença se manteve em 19/17. Wallace marcou 20 a 18. Quando a seleção brasileira marcou 22 a 20, a Eslovênia pediu tempo. No bloqueio de Evandro, 23 a 20. Mais um bloqueio, dessa vez com Lucão, e 24 a 21. No erro do adversário, 25 a 21. 

Com Isac no contra-ataque o Brasil abriu 3 a 1 logo no começo do terceiro set. O placar ainda foi a 5 a 2. Superior em quadra e em boa passagem de Lipe pelo saque, a seleção brasileira fez 7 a 3. Douglas pela entrada de rede marcou 9 a 6. No ace do ponteiro, 11 a 7 e pedido de tempo do adversário. Ainda em grande passagem de Douglas pelo saque, a equipe verde e amarela chegou a 13/7. No segundo tempo técnico, a vantagem era de seis pontos: 16 a 10. No erro de saque dos eslovenos, o Brasil marcou 18 a 12. No ace de Bruninho, 20 a 13. O Brasil seguiu se impondo e venceu o último set por 25 a 16. 

“Sabemos que o Wallace é nossa grande potência de ataque, mas os nossos levantadores estão fazendo um trabalho muito bom, distribuindo para todos e todos estão preparados para rodar bola quando for acionado”, disse o ponteiro Douglas. 

“Estudamos bastante e quando o bloqueio não funciona a defesa está sempre ali. Isso é importante. Fazer bem o sistema e aqui não tem bola perdida. Os defensores também estão ali para ajudar e, conversando, os pontos vão saindo e, no decorrer do set, as coisas vão melhorando”, afirmou o central Isac. 

“Tudo que queríamos era chegar com um jogo de antecedência já garantido na Fase Final. Amanhã vamos conseguir dar um respiro para alguns jogadores como Lipe e Lucão, mas é claro que vamos entrar com tudo, para ganhar, pois é importante crescer cada vez mais na competição. Foco total na Bélgica agora”, concluiu o técnico Renan Dal Zotto. 

Equipes:

Brasil: Bruno, Wallace, Lucão, Isac, Lipe, Douglas e Thales (líbero)
entraram: William, Evandro, Maurício Souza, Lucas Lóh e Éder
técnico: Renan Dal Zotto

Eslovênia: Gasparini, Urnaut, Kozamernik, Cebulj, Pajenk, Ropret e Kovacic (líbero)
entraram: Šket, Stern, Pavlovic, Vincic e Stalekar
técnico: Slobodan Kovac

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio