(Campeonato Mundial) Brasil estreia nesta quarta-feira contra o Egito

Finalista nas quatro últimas edições e campeão em 2002, 2006 e 2010, o Brasil estreia, nesta quarta-feira em mais um Campeonato Mundial. O primeiro adversário será o Egito, em partida válida pelo Grupo B e disputada às 14h30min (Horário de Brasília), em Ruse, na Bulgária. O confronto terá transmissão ao vivo do SporTV 2. 

O tricampeonato, no entanto, não dá ao time dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto o status de favorito. Na última edição na Polônia, os donos da casa se sagraram campeões na final contra o Brasil e, desta vez, o treinador aponta sete seleções como candidatas ao título da competição que avalia como extremamente equilibrada. 

“O Mundial é, sem dúvida, uma competição muito dura, longa, o time que for até a reta final faz 12 jogos, então é um campeonato que exige muito do atleta e do time. O Brasil sempre entra com uma responsabilidade muito grande e é importante concentrar jogo a jogo. Temos, além do Brasil, Rússia, França, Estados Unidos, Sérvia, Polônia e Itália que podem sair com o título. Isso sem falar no Canadá, que pode, sim, chegar, além de outras equipes como Irã, Argentina, que estão sempre na cola”, afirmou o técnico Renan. 

Além de Brasil e Egito, também estão no Grupo B as seleções da França, Holanda, Canadá e China – e esta será a sequência de adversários da equipe verde e amarela na primeira fase da competição. O Brasil chega para a disputa com alguns desfalques, casos dos ponteiros Lucarelli e Maurício Borges, que sofreram lesões e estão em fase de recuperação. 

“Estamos chegando muito bem ao Mundial, bem prejparados e com uma mescla interessante de jogadores mais experientes, como os que foram campeões olímpicos, e outros como o Douglas, que foi o campeão olímpico e ainda é muito jovem, assim como o Kadu, Maique. E mesmo esses jovens estão bem preparados”, afirmou o treinador brasileiro. 

“Dizemos que sete podem vencer, mas outros podem incomodar. Cada jogo tem que ser considerado uma final pela fórmula do campeonato, onde levamos os resultados para a segunda fase, então é muito importante começar bem em todas as partidas, concentrado, focado, porque todos os jogos são muito equilibrados e qualquer detalhe pode fazer a diferença”, disse o levantador Bruninho. 

O Campeonato Mundial conta com 24 seleções, que estão divididas em quatro grupos de seis. Quatro times de cada chave se classificam após a primeira fase, quando serão novamente distribuídos em quatro grupos. Deste segundo round saem seis finalistas: o melhor de cada um dos quatro grupos e os dois melhores segundos colocados. Estas seis seleções se encontraram em Turim, na Itália, onde será disputada a Fase Final. 

foto: CBV/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio