(Campeonato Mundial) Brasil estreia com vitória tranquila sobre o Egito

O Brasil estreou no Campeonato Mundial batendo o Egito por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/22 e 25/20, na cidade de Ruse, na Bulgária. A Seleção Brasileira está em busca do seu quarto título, já que conquistou em 2002, 2006 e 2010 e, na última edição, em 2014, foi vice-campeã. O time verde e amarelo já volta à quadra nesta quinta-feira, às 14h30min (horário de Brasília) para enfrentar a França, em duelo com transmissão do SporTV 2. 

A partida começou com equilíbrio, com as duas equipes empatadas em 4 a 4. Com dois pontos de saque consecutivos de Lucão, o Brasil fez 8 a 4. Depois, foi a vez de Kadu pontuar no saque e a seleção brasileira chegou a 12 a 6. O adversário pediu tempo. A vantagem verde e amarela aumentou em 16 a 7. Em mais um ace, dessa vez com Bruninho, o Brasil marcou 18 a 9. Quando Wallace marcou 20 a 10, o Egito parou o jogo com pedido de tempo. O Egito se recuperou na reta final do set, mas a equipe brasileira, que venceu por 25 a 17. 

O segundo set começou semelhante, com três pontos se saque seguidos de Isac e 3 a 1 para o Brasil. Também em um ace, o Egito chegou ao ponto de empate (6 a 6). Os egípcios embalaram e, bem no bloqueio, chegaram a abrir dois de vantagem em 9 a 7. Em boa passagem de Wallace pelo saque, o Brasil virou o placar para 11 a 9. O set seguiu equilibrado. Com Lucão, 15 a 14. As equipes foram trocando pontos e o Brasil fez 21 a 18. E com Douglas Souza explorando o bloqueio adversário a seleção brasileira fechou em 25 a 22. 

O início do terceiro set foi mais uma vez de equilíbrio. Na bola de segunda de Bruninho, o Brasil fez 4 a 3. Com Kadu, a equipe de Renan colocou dois de vantagem: 9 a 7. O placar esteve igual em 11 a 11 e o Egito esteve na frente no ponto seguinte. Com ponto de bloqueio, os egípcios chegaram a 15 a 13 e Renan pediu tempo. Com Kadu no contra-ataque, o Brasil deixou tudo igual: 16 a 16. E com ponto de saque de Douglas, 17 a 16. O jogo seguiu bem disputado até o Brasil fechar em 25 a 20. 

“Antes de uma estreia sempre bate uma ansiedade de saber como vamos nos comportar e reagir e saio satisfeito pelo resultado. Sabemos que amanhã tem uma pedreira enorme contra a França e não podemos cometer alguns erros bobos que acabaram acontecendo hoje”, disse o oposto Wallace, que anotou 12 pontos. 

“Sempre ficamos um pouco mais tensos nos primeiros pontos e essa vontade de estrear logo e o frio na barriga são os fatores que nos fazem querer estar sempre em quadra. Agora passou, a estreia já foi e não há muito tempo para comemorar no Mundial, já que são muitos jogos consecutivos”, comentou o levantador Bruninho. 

“A vitória é sempre muito importante, principalmente em uma estreia, que deixa todo mundo tenso. Temos jovens neste grupo que estão tendo uma oportunidade única de jogar com a camisa da seleção em uma competição tão importante e essa ansiedade passou. Agora vamos pensar na França”, destacou o treinador Renan Dal Zotto. 

Equipes:

Brasil: Bruninho, Wallace, Isac, Lucão, Kadu, Douglas e Thales (líbero)
entraram: Evandro, William e Maurício Souza
técnico: Renan Dal Zotto

Egito: Abdelhay, Masoud, Elhalim, Shafik, Mostafa, Abdallah e Sherif (líbero)
entraram: Omar, Ahmed e Hossam
técnico: Mohamed Moselhy Ibrahim

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio