(Campeonato Mundial) Brasil derrota Austrália e estreia bem na segunda fase

A quinta vitória em seis jogos veio nesta sexta-feira quando a Seleção Brasileira venceu a Austrália por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/22 e 25/15, na abertura da segunda fase do Campeonato Mundial. O segundo dos três jogos na Arena Paladozza, em Bolonha, na Itália será já neste sábado, às 15h30min (horário de Brasília) contra a Eslovênia. A partida terá transmissão ao vivo do canal SporTV 2. 

A Austrália abriu o placar do jogo e o Brasil virou, fazendo 3 a 1. O adversário buscou, empatou em 3 a 3, e a seleção brasileira voltou a abrir em 5 a 3. No primeiro tempo técnico, a equipe verde e amarela tinha três de vantagem: 8 a 5. A diferença aumentou em 11 a 7. A Austrália reagiu mais uma vez e encostou no placar em 10 a 11. Com bom saque, o adversário deixou tudo igual em 12 a 12 e Renan pediu tempo. O Brasil, então, marcou dois seguidos e fez 14 a 12. Aumentou a diferença em 17 a 14 e foi a vez de a Austrália pedir tempo. Com Lipe, o Brasil chegou a 20 a 15. O ponteiro marcou mais um e fez 23 a 19. A seleção australiana voltou a aproximar (21 a 23) e o Brasil parou o jogo. E o Brasil fechou em 25 a 21. 

O segundo set começou equilibrado, com as equipes trocando pontos e chegando ao empate em 9 a 9. Com Wallace, a seleção brasileira marcou 15 a 13. Depois de grande defesa de Thales, Bruninho levantou para Wallace, que marcou 18 a 15. Lipe fez 20 a 18 para a seleção brasileira. A Austrália buscou e quando chegou ao ponto de empate em 20 a 20 o técnico da equipe verde e amarela pediu tempo para orientar o grupo. Evandro, que havia acabado de entrar, marcou 21 a 20. No bom saque de Lipe, 23 a 21. Com Douglas, o Brasil fechou o segundo set em 25 a 22. 

Mais uma vez o segundo set começou bem disputado, com as equipes empatando em 3 a 3. No bloqueio de Isac, o Brasil abriu dois de vantagem em 5 a 3. Com Lucão, o Brasil chegou a 10 a 7. Com Wallace, o placar foi a 13 a 9 e o adversário pediu tempo. No ponto de bloqueio do levantador Bruninho, 15 a 9. No ace do levantador, a seleção brasileira chegou a 21 a 12. A equipe verde e amarela seguiu melhor em quadra e venceu bem o último set da partida: 25 a 15. 

“Tivemos muito respeito pelo adversário, mas sabíamos que era possível fazer um bom jogo. Estamos sentindo o time mais consistente e isso vem da confiança do grupo. Conforme o time vai jogando bem, vamos nos empurrando e isso é muito importante para todos nós”, disse o ponteiro Douglas Souza. 

“Sabíamos que os centrais estão bem, então tivemos uma marcação maior, fizemos ele correr um pouco mais e foi legal. O time poderia ter sido mais agressivo nos dois primeiros sets, mas no geral foi bom. Agora temos que consertar alguns pontos para amanhã porque, sem dúvida, o nível vai aumentar”, afirmou o levantador Bruninho, sobre a Eslovênia. 

Equipes:

Brasil: Bruno, Wallace, Lucão, Isac, Lipe, Douglas e Thales (líbero)
entraram: William, Evandro, Éder, Lucas Lóh e Kadu
técnico: Renan Dal Zotto

Austrália: Williams, Sanderson, Mote, Staples, Graham, Peacock e Perry (líbero)
entraram: Smith e Dosanjh
técnico: Mark Lebedew

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio