Após deixar sua marca no vôlei, Ricardinho dá adeus às quadras

Campeão olímpico em Atenas/2004 e bicampeão mundial, além de inúmeras conquistas da Liga Mundial, Ricardinho decidiu dar adeus às quadras. Aos 42 anos, o jogador, que nas últimas temporadas atuava pelo Copel Telecom/Maringá, resolveu parar com o objetivo de se dedicar a família, ao seu projeto social (o Núcleo Vôlei Ricardinho) e a participação da equipe paranaense na Superliga. 

Ricardinho elevou o nível do voleibol brasileiro e mundial. Com muita velocidade em suas jogadas fez a alegria dos atacantes e dos torcedores brasileiros. Considerado um dos melhores da posição, ele deixa um legado, já que colocou o ‘sarrafo’ mais alto para quem veio na sequência, após vários títulos. 

Obrigado Ricardinho. 

foto: João Paulo Santos/Resenha Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga