(Liga das Nações) No tie-break, Seleção Brasileira perde para a Bulgária

Depois de muita disputa, e um jogo levado até o set decisivo, a Seleção Brasileira acabou superada pela Bulgária, que jogou em casa, mais precisamente na cidade de Varna. Neste domingo, diante da torcida adversária, a equipe verde e amarela perdeu por 3 sets a 2, parciais de 22/25, 25/19, 15/25, 25/18 e 12/15. Com o resultado, os comandados de Renan Dal Zotto aparecem na 4ª colocação da classificação geral, com 24 pontos. 

A Bulgária abriu o placar da partida e o Brasil respondeu com Otávio. O set esteve igual em 4 a 4 e Maurício Borges fez 5 a 4. Os búlgaros reassumiram o comando do marcador em 6 a 5 e mantiveram um de vantagem no primeiro tempo técnico: 8 a 7. Com ponto de bloqueio de Maurício Borges, o Brasil virou: 9 a 8. Os donos da casa voltaram a estar na frente e, quando fizeram 11 a 9, Renan pediu tempo. A seleção brasileira encostou em 11 a 12 e, no bloqueio, a Bulgária voltou a abrir (15 a 12). Embalada pela torcida, a seleção da casa marcou 17 a 13. Os centrais pontuaram, com Lucão e Otávio, e o Brasil reduziu a desvantagem para 15 a 17. O placar voltou a ficar dilatado (19 a 15) e Renan pediu tempo. Os búlgaros mantiveram os quatro de diferença em 20 a 16 e em 21 a 17. A seleção brasileira reagiu e em boa passagem de Otávio pelo saque fez 19/21, forçando o adversário a pedir tempo. No final, vitória da Bulgária por 25 a 22. 

A Bulgária seguiu melhor e abriu 3 a 1 no início da segunda parcial. O Brasil encostou em 4 a 5 e os donos da casa voltaram a abrir vantagem em 7 a 4. A diferença seguiu de três pontos a favor dos búlgaros no primeiro tempo técnico: 8 a 5. Com dois pontos seguidos de Otávio, a seleção brasileira encostou em 7 a 8. Com William bem no saque, o Brasil deixou tudo igual (8 a 8) e virou o placar em 9 a 8. O adversário pediu tempo. Com Wallace, o Brasil abriu dois de vantagem: 12 a 10. Lucão marcou 14 a 12. A Bulgária empatou em 14 a 14. No bloqueio de Lucão, a equipe verde e amarela voltou a abrir dois: 16 a 14. Maurício Borges fez 18 a 15. A vantagem brasileira passou a ser de cinco pontos em 20 a 15. No bloqueio de Otávio, 23 a 17. E o Brasil fechou em 25 a 19. 

Os donos da casa não se deixaram abater a abriram 3 a 1. Na sequência, fizeram 6 a 2. Renan parou o jogo. A Bulgária tinha quatro de vantagem na primeira parada técnica, fazendo 8 a 4. Com a torcida incentivando o tempo inteiro, o time da casa chegou a 11 a 6. Com ponto de bloqueio, a Bulgária marcou 13 a 7 e Renan pediu tempo. No ace, o adversário da seleção brasileira neste domingo chegou a abrir 16 a 9. A vantagem da Bulgária esteve em oito pontos quando o placar apontou 19 a 11 e aumentou em 23 a 14. No final, vitória búlgara por 25 a 15. 

O Brasil abriu o placar do quarto set com ponto de bloqueio e fez 2 a 0. A Bulgária virou para 3/2 e a seleção brasileira voltou a ter vantagem em 4 a 3 e abriu três em 7 a 4. O adversário pediu tempo. Na volta, bloqueio de Lucão e 8 a 4. Com Wallace, o time verde e amarelo marcou 10 a 5. Com o jovem ponteiro Victor, o Brasil chegou a 12 a 6. A Bulgária reagiu e reduziu a diferença para 11 a 14. Renan parou o jogo com pedido de tempo. Com Wallace, o Brasil marcou voltou a abrir vantagem: 16 a 12. Lucão marcou 18 a 14. Com ponto de saque de Maurício Borges, a seleção brasileira chegou a 22 a 17 e o adversário parou o jogo. Em boa passagem de Maurício pelo saque, 23 a 17. E a vitória brasileira se deu em 25 a 18. 

Wallace marcou o primeiro ponto do set decisivo. O placar esteve igual em 3 a 3. A Bulgária esteve no comando do marcador em 6 a 5 e abriu dois em 7 a 5. Wallace deixou tudo igual em 8 a 8. Os búlgaros voltaram a abrir vantagem (10 a 8) e Renan pediu tempo. O time da casa teve dois à frente de novo em 12 a 10 e em 13 a 11. A Bulgária ainda chegou a 14 a 11 e fechou em 15 a 12. 

“Não tivemos as atuações que gostaríamos e sabemos que é preciso melhorar para chegar ao nosso primeiro objetivo, que é conseguir a classificação. Essa semana não foi como esperávamos, mas temos que erguer a cabeça, trabalhar e seguir firme para os próximos jogos na Austrália. Juntos, vamos conseguir as vitórias nos próximos jogos”, disse o ponteiro Maurício Borges. 

Nesta segunda-feira, a Seleção Brasileira segue para a Austrália, onde, em Melbourne, enfrentará as seleções da casa, na sexta-feira, às 8h10min, da Polônia, no sábado, às 7h10min, e da Argentina, no domingo, às 23h10min. Todos os confrontos pela quinta e última semana da fase classificatória terão transmissão ao vivo do SporTV 2. A Fase Final da Liga das Nações será disputada em Lille, na França, entre os dias 4 e 8 de julho. 

Equipes:

Brasil: William, Wallace, Otávio, Lucão, Maurício Borges, Douglas e Murilo (líbero)
entraram: Bruninho, Alan, Leo, Isac e Victor
técnico: Renan Dal Zotto

Bulgária: Gotsev, Seganov, Bratoev, Yordanov, Yosifov, Penchev N. e Salparov (líbero)
entrou: Ivanov, Uchikov e Penchev R.
técnico: Plamen Konstantinov

foto: Divulgação/FIVB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga