(Liga das Nações) Brasil leva sufoco, mas supera o Irã no tie-break

A Seleção Brasileira assegurou, neste sábado, sua sétima vitória na Liga das Nações. O time dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto derrotou o Irã por 3 sets a 2, parciais de 25/17, 23/25, 25/19, 21/25 e 15/13, em Ufa, na Rússia, onde disputa a terceira semana da competição. A vitória manteve o Brasil na liderança, agora com 20 pontos, ao lado da Polônia. 

Wallace abriu o placar da partida. No ace de William, 2 a 0. Com Maurício Souza, o Brasil abriu 4 a 1. Novamente com o central, desta vez no saque, a equipe brasileira marcou 6 a 2. Com Wallace, a vantagem se manteve em quatro pontos: 9 a 5. Os iranianos reduziram a diferença para 9 a 11 e os brasileiros voltaram a abrir vantagem em 13/9. O adversário pediu tempo. No ponto de saque de Wallace, 15 a 10. A seleção brasileira ainda aumentou a diferença no marcador e chegou a 21 a 13. E o Brasil fechou em 25 a 17. 

O segundo set começou mais equilibrado, com as equipes empatadas em 4 a 4. No erro do adversário, o Brasil fez 8 a 7 e foi para o primeiro tempo técnico em vantagem. O Irã esteve em vantagem em 9 a 8. Com Maurício Souza, a seleção brasileira deixou tudo igual em 11 a 11. O adversário abriu três de vantagem (15 a 12) e Renan pediu tempo. Os iranianos tiveram dois à frente em 17 a 15 e depois em 21 a 19. No bloqueio de Douglas, o Brasil encostou em 20 a 21 e, na volta do pedido de tempo do Irã, empatou em 21/21. Com mais um bloqueio de Douglas, 22 a 21. Mas, o Irã buscou no final e venceu por 25 a 23. 

Bem no bloqueio, o Irã abriu 3 a 1 no início do terceiro set. O adversário seguiu melhor e marcou 6 a 3. Douglas fez o Brasil encostar no placar: 5/6. No ace de Lucão, o empate em 8 a 8 e, com Wallace, a virada para 9 a 8. O Irã empatou (10/10). Douglas colocou o Brasil de novo em vantagem, fazendo 13 a 12. No ace de Maurício Souza, 16 a 13 para a seleção brasileira. A liderança do time de Renan se manteve em 18 a 14. Wallace marcou 20 a 16. Com Maurício Souza, o Brasil chegou a 24/19 e, no bloqueio, fez 25 a 19. 

O Irã começou melhor e abriu 3 a 1. No primeiro tempo técnico, os iranianos tinham três de vantagem (8 a 5). No ace, ainda chegaram a 9 a 5. O adversário teve o dobro de pontos em 10 a 5 e Renan pediu tempo. No bloqueio, o Irã chegou a 13 a 6. Na segunda parada técnica, a vantagem iraniana também era do dobro (16 a 8). O Brasil reagiu, fez 12 a 18 e o adversário pediu tempo. Quando Renan viu a seleção iraniana pontuando novamente (20 a 12) parou o jogo. No bloqueio de Douglas, o Brasil fez 16 a 21. O Irã fez 23 a 17 e 24 a 19. E, no fina, fechou em 25 a 21. 

O set decisivo começou com equilíbrio, com o empate em 1 a 1 e 2 a 2. O Irã, então, fez 4 a 2. Com Wallace no ataque e Maurício Borges no saque, o Brasil deixou tudo igual. O set esteve empatado novamente em 6 a 6. A seleção brasileira teve dois de vantagem na troca de quadra: 8 a 6. No bloqueio, os iranianos fizeram 8 a 8. Wallace marcou 9 a 8 e, no erro do adversário, o Brasil chegou a 10 a 8. Lucão marcou 11 a 8. Ace de Lucão e 13 a 9. O Irã reagiu e encostou no placar: 12 a 13. E, depois de muito equilíbrio, o Brasil fechou em 15 a 13. 

“Foi um jogo muito difícil. Não jogamos tão bem quanto ontem, na vitória sobre a Rússia, mas o importante é que o grupo conseguiu se superar e sair com a vitória sobre o Irã. Sabemos que é preciso recuperar a consistência que vínhamos apresentando ao longo do campeonato, especialmente contra a China, que é mais um jogo complicado”, disse o ponteiro Douglas. 

A Seleção Brasileira volta à quadra neste domingo, às 8h30min, para enfrentar a China, novamente na Ufa Arena, com transmissão ao vivo do SporTV 2. 

Equipes:

Brasil: William, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Maurício Borges, Douglas e Thales (líbero)
entraram: Victor C., Alan, Leonardo, Isac e Bruno
técnico: Renan Dal Zotto

Irã: Kazemi, Ghaemi, Gholami, Hossein Toukhteh, Sharifi e Saeid Marouflakrani e Hazratpourtalatappeh (líbero)
entraram: Ebadipour Ghara H., Mirzajanpour M., Shafiei e Taher Vadi
técnico: Igor Kolakovic

foto: FIVB/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio