Após boa temporada, Alan deixa o Brasil e vai atuar no voleibol da Finlândia

Depois de ser destaque do Montes Claros (melhor passe nas estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei na última Superliga), o líbero Alan está de malas prontas para retornar ao voleibol europeu. Aos 38 anos, o campeão mundial em 2010, que teve passagens por times russos, belgas e romenos, assinou com o VaLePa Sastamala, da Finlândia. 

Mesmo tendo um bom desempenho na principal competição do Brasil, Alan acabou não recebendo nenhuma proposta para permanecer no país. Experiente, o jogador, que já vestiu por inúmeras vezes a camisa da Seleção Brasileira, mostrou certo descontentamento com o mercado nacional, algo que vem sendo recorrente entre atletas, que muitas vezes mudam suas carreiras de forma abrupta com o intuito de seguir atuando profissionalmente. 

“Esse ano foi um ano muito difícil, onde nosso time teve demissão de técnico e nosso objetivo de chegar aos playoffs não foi alcançado. Individualmente acabei sendo o melhor passe da Superliga e não ganhei o prêmio, algo que é decepcionante. Fico triste porque você faz um bom trabalho, para almejar algo melhor e não parece nada. Tiveram algumas especulações, mas infelizmente nada se concretizou. Fico triste por deixar o meu país por falta de opção. Em 21 anos que tenho no voleibol profissional essa é a primeira vez que estou deixando o Brasil por falta de opção”, declarou Alan, que comentou sobre sua ida para a Finlândia. 

“Felizmente apareceu o time da Finlândia que me dará a oportunidade de jogar a Champions (League), que é um dos campeonatos mais fortes que tem na Europa e no Mundo. Estou indo contente, pois vou novamente entrar no mercado europeu e quem sabe em breve eu possa voltar ao meu país para mostrar o meu valor novamente”, concluiu o líbero. 

No VaLePa Sastamala, que é o atual bicampeão finlandês, Alan encontrará um velho conhecido, no caso o levantador Mikko Esko, com quem atuou no Noliko Maaseik, da Bélgica. Além disso, o líbero brasileiro terá a missão de dar um passo a mais com a equipe na Champions League, já que na temporada passada os finlandeses passaram nas eliminatórias pelo Ceske Budejovice, da República Tcheca, mas na fase de grupos venceu apenas uma das seis partidas que disputou na competição. 

foto: MCV/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga