(Superliga) Já podemos chamar de clássico: Sesi-SP x Sesc-RJ neste sábado

As semifinais da Superliga 2017/2018 prometem ser de grandes jogos e neste sábado, às 21h30min, Sesi-SP e Sesc-RJ fazem, o que já podemos chamar de clássico, o primeiro duelo da série melhor de cinco jogos, no ginásio da Vila Leopoldina. Segunda melhor campanha da fase classificatória, os cariocas resolveram iniciar o confronto jogando fora de casa, enquanto os paulistas, que ficaram no 3º lugar na fase regular, terão o apoio do torcedor neste primeiro encontro. A partida terá transmissão do SporTV. 

Após dois resultados positivos na série melhor de três das quartas de final sobre o Corinthians-Guarulhos, o Sesi-SP chega para as semifinais querendo voltar a decisão da Superliga, algo que aconteceu por três oportunidades, sendo a última na edição 2014/2015. Mesmo com muita experiência em quadra, tendo jogadores como William, Lucão e Lipe, o técnico Rubinho sabe que a força de um jovem atleta pode fazer a diferença, no caso o oposto Alan. 

“Mesmo jogando em casa o confronto não será fácil. A gente passa a Superliga inteira se estudando, ambos já se conhecem. Temos que entrar fortes para já garantir o primeiro passo. Lógico que é difícil ficar absolutamente calmo, já que essa vai ser a minha primeira semifinal jogando como titular. Fiquei muito tempo no Sada Cruzeiro, estive em jogos importantes, em títulos, mas na reserva. Agora a situação é outra e é natural que a ansiedade seja mais intensa. Mas o pessoal me dá muita confiança na hora do jogo e me sinto bem”, disse Alan. 

“O Sesc RJ vem jogando com muita velocidade desde o começo da Superliga Cimed, então precisamos investir no saque para tentar quebrar um pouco disso. O contrário também é fundamental. Precisamos passar bem, pois eles têm bons sacadores, que tem atuado muito bem neste fundamento durante todo o campeonato, então temos que tentar tomar o menor número de pontos possível para ter bastante jogo de sequência”, analisou o central Lucão. 

Pelo lado do Sesc-RJ, o técnico Giovane Gávio sabe das dificuldades que encontrará jogando na Vila Leopoldina, mas preferiu fazer o primeiro jogo longe do Rio de Janeiro acreditando no potencial de sua equipe. Apesar de ter duas derrotas na fase classificatória para o time paulistano, todos na equipe carioca entende que apesar de ser uma equipe estreante, todos os jogadores tem experiência em decisões, tanto com camisas de clubes quanto pela Seleção Brasileira. 

“Nosso objetivo é começar a série com vitória e, caso o nosso time consiga, temos a chance de fazer dois jogos diante da nossa torcida e buscar a classificação para a final. Vamos enfrentar um adversário dificílimo, com vários jogadores de seleção, muito experientes, mas nos preparamos muito bem para essa primeira partida. Confiamos no nosso grupo e sabemos da nossa capacidade. Vamos a São Paulo buscar essa vitória”, declarou o central Maurício Souza. 

Equipes:

Sesi-SP: William, Alan, Lucão, Gustavão, Lipe, Douglas Souza e Murilo (líbero)
técnico: Rubinho

Sesc-RJ: Thiaguinho, PV, João Rafael, Maurício Borges, Maurício Souza, Tiago Barth e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Giovane Gávio

foto: Amanda Demétrio/Fiesp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio