(Superliga) Desta sexta-feira não passa. Sada/Cruzeiro ou EMS Taubaté/Funvic

Nesta sexta-feira, às 21h30min, Sada/Cruzeiro e EMS Taubaté/Funvic fazem no ginásio do Riacho, em Contagem, o quinto e decisivo jogo da série semifinal da Superliga 2017/2018. Com duas vitórias para cada lado até aqui, o confronto será definido na última partida, que terá transmissão ao vivo do SporTV. Quem ficar com a vaga na decisão irá enfrentar o Sesi-SP. 

Para a partida decisiva, o Sada/Cruzeiro chega embalado por ter vencido os dois últimos jogos, além de poder contar com o apoio da sua torcida. Dono da melhor campanha na fase classificatória, o time mineiro tem a chance de fazer três dos cinco jogos em casa, inclusive o que definirá a vaga na final. Apesar disso, todos no time celeste pregam cautela e atenção aos detalhes para não deixar a vaga escapar. 

“Tem algo que é necessário de vem de nós, da atitude, da forma como encaramos a situação. Estávamos em um momento complicado, perdendo por 2 a 0, não foi fácil chegar a esse empate, especialmente pela pressão. Do outro lado tem uma grande equipe, também querendo buscar seu espaço na final e conseguimos empatar a série de uma forma consistente, mesmo sob pressão”, comentou o ponteiro Filipe, que ainda destacou a importância de uma postura firme dentro de quadra. 

“Considero fundamental a nossa vontade, a entrega. Creio que a nossa equipe está muito focada, comprometida nesses últimos jogos que fizemos contra Taubaté e, nesse quinto jogo, as coisas podem fluir muito bem para o nosso lado. É focar, dedicar e ter atitude dentro de quadra”, complementou o capitão do time mineiro. 

“Agora está tudo zerado, vamos muito concentrados e motivados para esta partida, e a gente sabe que mais uma vez não será um jogo fácil. Não jogamos bem as duas primeiras partidas, depois nós conseguimos anular o jogo deles nos dois últimos jogos, mas mesmo assim eles jogaram bem, com exceção do último set lá em Taubaté. Eles estão querendo esta classificação, assim como a gente, então vai ser bem disputado. Vamos com tudo para esta partida decisiva. Será um jogo difícil, mas a gente está muito confiante de que as coisas vão funcionar e vamos buscar essa vitória”, disse o oposto Evandro. 

O raciocínio não é muito diferente do lado do EMS Taubaté Funvic, que precisa corrigir os erros apresentados nas partidas anteriores. O elenco sabe do potencial que tem e de como deve agir para vencer o forte adversário. O saque é um fundamento que precisa estar bem calibrado, além de a linha de passe precisar de uma atenção redobrada, ainda mais com a dupla Simon e Leal. 

“A série já demonstrou o equilíbrio e a força dos dois times, além do quanto ambos querem essa vaga na final. Para esse decisivo jogo, as equipes vão ter que estar no seu 100%. Nós precisamos estar focados para que possamos desempenhar o que viemos treinando o ano inteiro”, analisou o levantador Raphael, que ainda destacou a força que o grupo de Taubaté precisa entrar em quadra. 

“Temos que ser agressivos e tentar controlar a agressividade deles nos principais fundamentos, que são armas que todos conhecem, como saque e ataque. Certamente, vai ser um jogo de muita agressividade. Precisamos estar lúcidos e, sem deixar de ir para cima”, complementou Rapha. 

“Essas duas derrotas seguidas podem ter dado ao adversário um ânimo a mais, claro, mas nós já os vencemos lá na casa dele, e jogando bem. Podemos sim repetir uma atuação boa e conseguir essa vaga na final. Se quisermos chegar lá, é preciso confiança e superar as dificuldades. Tenho confiança de que nesse momento tenso de decisão vamos entrar em quadra com o espírito vencedor e buscar essa vitória sim”, comentou o treinador Daniel Castellani. 

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Uriarte, Evandro, Simon, Isac, Filipe, Leal e Serginho (líbero)
técnico: Marcelo Mendez

EMS Taubaté/Funvic: Rapha, Wallace, Solé, Otávio, Ivovic, Dante e Thales (líbero)
técnico: Daniel Castellani

foto: Renato Araujo/Sada Cruzeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata