(Superliga B) Cava do Bosque recebe Vôlei Ribeirão Preto x Apan/Blumenau nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira, às 19h30min, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão recebe a Apan/Blumenau/Esferatur, no ginásio Gavino Virdes, no complexo Cava do Bosque, pelo segundo jogo da série melhor de três da semifinal da Superliga B. Como venceu o primeiro jogo, os catarinense precisam de uma vitória para garantir um lugar na final e uma vaga na elite nacional, enquanto os comandados de Marcos Pacheco tem que ganhar para forçar um terceiro confronto. 

O São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão entra em quadra precisando exclusivamente da vitória. A derrota por 3 sets a 1 no primeiro jogo ligou o sinal de alterna em todos do elenco e comissão técnica, mas também inflamou a torcida que promete lotar o ginásio para empurrar o time paulista. 

“Blumenau foi competente no primeiro jogo. Os sets foram equilibrados, mas Blumenau foi mais eficiente nos momentos decisivos. Mas passou. O playoff é de três jogos e temos dois em casa, sendo que para termos o segundo precisamos ganhar na quinta. Nosso time treinou e está focado, ciente da responsabilidade da decisão. Temos condições de reverter. Analisamos as virtudes de Blumenau e os nossos erros. O time está bem e tranquilo, sabendo do potencial que possui”, disse o técnico Marcos Pacheco, que falou da importância da torcida. 

“Nós lutamos muito para chegar em primeiro e ter essa vantagem de decidir e jogar em casa. No nosso ginásio, nossas referências, e com o apoio do nosso torcedor, nos tornamos mais fortes. A parceria entre time e torcida é muito forte. Decidir em casa com nossa torcida que é muito participativa, é uma vantagem”, finalizou o comandante do Vôlei Ribeirão. 

“O campeonato está com um nível bem legal, bastante equilibrado. Mas, o que motiva ainda mais é ganhar, é conquistar a vaga para a Superliga na próxima temporada. Não sabemos o que vai acontecer, mas o que eu posso dizer é que estou dando o meu melhor nesta temporada para seguir no time”, contou o ponteiro João Paulo Tavares. 

Depois de vencer em casa, a Apan/Esferatur/Blumenau quer mostrar o mesmo volume de jogo neste segundo confronto, longe de seus domínios. Com um projeto desenvolvido há dez ano, sendo o técnico André Donegá um dos seus idealizadores, a possibilidade de voltar a elite nacional (algo que não acontece há sete anos) faz com que essa conquista de vaga seja ainda mais especial. 

“Depois da vitória no sábado, tivemos dois dias de descanso. Voltamos a treinar com foco em alguns ajustes técnicos e táticos para o próximo confronto. Sabemos da dificuldade de enfrentar a equipe de Ribeirão Preto, principalmente por jogarem em casa, mas acreditamos que é possível vencer”, explicou o técnico André Donega 

“Nosso desempenho é fruto do trabalho que fizemos ao longo do ano. Estamos sempre conversando bastante, e cada vez mais unidos. Nosso time tem evoluído e mantendo o foco na competição”, disse o oposto Bob. 

foto: Rafael Gonçalves/FollowX Comunicação/Assessoria

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Robinho acerta ida para o voleibol português e jogará no novo time do Sporting

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Apresentação do Corinthians/Guarulhos deve ocorrer na próxima terça-feira