(Superliga B) Apan/Blumenau ganha de Ribeirão Preto e faz 1 a 0 na semifinal

Jogando no ginásio Galegão, a Apan/Blumenau/Esferatur derrotou o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão por 3 sets a 1, parciais de 26/28, 25/23, 25/20 e 25/23, no 1º jogo da série melhor de três das semifinais da Superliga B. Com o resultado, o time de Santa Catarina joga por uma vitória na próxima quinta-feira, às 19h30min, na Cava do Bosque, para chegar a decisão e garantir a vaga na elite nacional. 

Como não poderia deixar de ser o duelo começou muito equilibrado, com as duas equipes forçando bastante o saque. Nos detalhes, o São Francisco Saíde/Vôlei Ribeirão venceu por 26 a 28. O segundo set seguiu bem parelho, com nenhuma das equipes conseguindo abrir boa vantagem no placar. Novamente, a parcial foi decidida nos momentos finais, mas desta vez quem levou a melhor foi a Apan/Blumenau/Esferatur que fez 25 a 23. 

No terceiro set, embalado pelo apoio da torcida e com bom desempenho no saque, os donos da casa conseguiram dominar alguns momentos da parcial. O técnico André Donegá conseguiu controlar a ansiedade do time nas horas decisivas o que valeu a vitória por 25 a 20. No quarto período, o ritmo dos catarinenses continuou forte, enquanto os paulistas voltaram a mostrar um bom voleibol. Após muita disputa, a Apan/Blumenau/Esferatur fechou o duelo em 25 a 23. 

“Foi uma partida muito disputada, com bonitos lances de ambas as equipes. O torcedor blumenauense compareceu foram mais de 2.300 torcedores e tivemos muito mérito, após perdermos o primeiro set, onde estávamos ganhando e acabamos perdendo. Tivemos muita paciência, soubemos controlar as dificuldades e os jogadores que vieram do banco de reservas, como o Aldren e o Ricardo Schueroff foram importantíssimos para a vitória, assim como o Jamelão. Apresentamos um voleibol de alto nível, com agressividade quando tinha que ter agressividade e com inteligência quando precisávamos inteligência. Temos que ter muita calma neste momento, tivemos a primeira vitória, mas ainda falta mais uma. O próximo jogo será em Ribeirão Preto e temos que estar preparados para as novas dificuldades que eles nos trarão no duelo”, declarou o treinador André Donega. 

“É um playoff e eles aproveitaram o fator casa nesse Jogo 1. Nós lutamos muito para ter o direito de decidir na Cava do Bosque e é nossa vez de contar com o incentivo da torcida em Ribeirão Preto”, comentou o técnico Marcos Pacheco. 

“Vou contar com a força da torcida, que sempre incendiou a Cava do Bosque. Será importante para reverter a situação e conquistar o acesso”, disse o ponteiro Willian. 

foto: Rafael Gonçalves/FollowX Comunicação/Ass

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga