(Superliga) No Taquaral, Sesc-RJ vence Vôlei Renata e avança a semifinal

O Sesc-RJ é o primeiro time garantido nas semifinais da Superliga 2017/2018. Jogando no ginásio Taquaral, a equipe carioca venceu, de virada, o Vôlei Renata por 3 sets a 1, parciais de 24/26, 25/19, 25/23 e 25/20, fechando assim a série melhor de três em 2 a 0. Agora, os comandados de Giovane Gavio esperam o vencedor do confronto entre Sesi-SP e Corinthians/Guarulhos. 

Empurrado pela torcida, o Vôlei Renata começou ligado e vibrante. Forçando o saque, o time campineiro foi construindo sua vantagem, aproveitando os contra-ataques, com Vissotto e Diogo (15 a 13). Concentrados, os donos da casa mantiveram a paciência e obrigaram o adversário a pedir tempo depois de bloqueio de Mão (18 a 15). Na base da raça, em meio ao equilíbrio do duelo, os comandados do técnico Horacio Dileo levaram o primeiro set depois de ace de Diogo: 26 a 24. 

No segundo set, os cariocas abriram boa vantagem no início, com destaque para os ponteiros João Rafael e Maurício Borges, o que obrigou os campineiros a correrem atrás do marcador. Horacio Dileo promoveu as entradas de Matheus e Daniel na inversão do 5-1 e os donos da casa cresceram. O time visitante, no entanto, conseguiu se segurar e levou a parcial por 25 a 19, empatando a partida. 

Contagiado pela festa nas arquibancadas, o Vôlei Renata cresceu na terceira parcial. Os cariocas tentaram assumir o controle, mas através do saque os donos da casa foram buscar a igualdade em ace de Salsa (12 a 12). O jogo seguir parelho e tenso, com as equipes trocando pontos até a reta final. Vissotto marcou outro ponto de saque e levantou a torcida no Taquaral (22 a 21). No momento decisivo da parcial, os visitantes rodaram contra-ataques e fecharam em 25 a 23. 

Os donos do Taquaral mantiveram a cabeça fria e foram com tudo para o quarto set. Novamente com saque afiado, o Vôlei Renata não deixou o adversário crescer no jogo (12 a 12). Em passagem de Rodriguinho pelo serviço, os campineiros ampliaram a diferença (16 a 13). O time carioca conseguiu se recuperar no decorrer da parcial e fechou o quarto set após uma sequência de erro dos mandantes: 25 a 20. 

“Nossa equipe está de parabéns. Soubemos aguentar a pressão e mantivemos a nossa cabeça no lugar e conseguimos fazer o que era preciso para a nossa classificação”, comentou o levantador Thiaguinho, do SESC-RJ, que foi eleito o melhor em quadra. 

“Assim como o primeiro confronto, foi um jogo igual, bastante fechado e decidido nos detalhes. Acho que o time deu tudo o que tinha que dar. Deixamos tudo que tinhamos na quadra. Infelizmente, acabamos superados por um adversário que mereceu o resultado e está de parabéns”, comentou o técnico Horacio Dileo. 

Equipes:

Vôlei Renata: Rodriguinho, Leandro Vissotto, Mão, Diogo, Salsa, Vini e Facundo Santucci (líbero)
entraram: Melqui, Bello e Daniel
técnico: Horácio Dileo

Sesc-RJ: Thiaguinho, PV, João Rafael, Maurício Borges, Maurício Souza, Tiago Barth e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Renan Buiatti, Everaldo e Japa
técnico: Giovane Gávio

foto: Luciano Claudino/Vôlei Renata

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata