(Superliga) Copel Telecom/Maringá fecha participação vencendo Vôlei Renata

No encerramento da fase classificatória da Superliga 2017/2018, o Copel Telecom/Maringá derrotou o Vôlei Renata por 3 sets a 0, parciais de 28/26, 25/22 e 25/20, no ginásio Chico Neto. Com o resultado, o time paranaense terminou sua participação na 11ª posição, com dez pontos, ou seja, rebaixado, enquanto a equipe de Campinas se chegou aos playoffs com a 7ª posição, somando 31 pontos. 

O primeiro set foi bastante equilibrado, com alternância constante no placar. Na reta decisiva, o técnico Alessandro Fadul mexeu no time, colocou jogadores mais altos na rede (Johan e Matheus) e o fundamento bloqueio fez a diferença para a vitória do Copel Telecom/Maringá por 28 a 26. 

O time de Campinas foi melhor na primeira metade do segundo set, com destaque para o oposto Leandro Vissotto. Daí pra frente, o Copel Telecom/Maringá reassumiu o jogo e voltou a acertar na recepção que culminou em ataques com precisão. Os destaques foram o levantador Ricardinho e o ponteiro Kaio, que ajudaram os donos da casa a fecharem a parcial em 25 a 22. 

Com dois aces no início do terceiro set, o Copel Telecom/Maringá abriu uma boa vantagem e manteve o desempenho no período. O Vôlei Renata até esboçou uma reação, tendo em Leandro Vissotto seu principal atacante (foram 22 pontos em toda a partida). Entretanto, os donos da casa estavam dispostos a encerrar sua participação com vitória e tendo em Ricardinho uma liderança em quadra venceram por 25 a 20. 

“Os torcedores nos apoiaram o tempo todo, como sempre fizeram nessas cinco temporadas de Superliga. É uma torcida apaixonada e isso nos dá muito orgulho”, comentou o levantador Ricardinho. 

“Falei com eles no vestiário que poderíamos fazer valer a pena este momento. Entraram em quadra para aproveitar cada minuto e conseguiram jogar bem do início ao fim da partida (...) Quem entrou ao longo do jogo deu o máximo também e foi decisivo para a vitória. Foi uma bela partida”, disse o técnico Alessandro Fadul. 

“Maringá fez uma partida muito boa, está de parabéns. A gente não conseguiu construir nosso jogo. Entramos sem disciplina tática. Enfim, não foi bom para nós. Tivemos muita dificuldade para fazer o jogo certo”, comentou o técnico Horacio Dileo. 

Nas quartas de final, o Vôlei Renata encara o Sesc-RJ, sendo que o primeiro jogo será no próximo sábado, às 15h, na Jeunesse Arena. O segundo duelo está marcado para a quarta-feira, dia 28, no ginásio do Taquaral, em Campinas, e caso necessário um terceiro confronto acontecerá no dia 1º de abril, novamente no Rio de Janeiro. 

Equipes:

Copel Telecom/Maringá: Ialisson, Alê, Wennder, Kaio, Ricardinho, Alisson Bastos e Daniel (líbero)
entraram: Matheus Gonçalves, Wennder, Matheus, Johan e Gian
técnico: Alessandro Fadul

Vôlei Renata: Rodriguinho, Vissotto, Renan, Diogo, Vini, Júnior e Facundo Santucci (líbero)
entraram: Salsa, Daniel, Willian e Tiago Mão
técnico: Horacio Dileo

foto: André Renato/Resenha Comunicação

Comentários

  1. É a segunda vez que Maringá é rebaixado,na primeira vez a CBV deu um jeito de mantê-los na divisão principal. Será que dessa vez o regulamento será cumprido ou teremos uma nova virada de mesa? Vindo da CBV tudo é possível.

    ResponderExcluir
  2. Tu estás enganada! O regulamento não coloca o Maringa como rebaixado!

    ResponderExcluir
  3. Se houver qualquer desistência por parte dos participantes, o Maringá é o primeiro a ocupar a vaga, mas hoje, o time está rebaixado para a Série B.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata