(Superliga B) Querendo permanecer líder, UM Itapetininga encara Santo André

Que esta edição da Superliga B está equilibrada ninguém duvida. Então só podemos esperar um bom jogo neste sábado, às 19h, envolvendo Vôlei UM Itapetininga e Super Vôlei/Santo André, no ginásio Ayrton Senna, pela 6ª rodada. De um lado, os comandados de Fabiano Maggo ocupam a liderança, com dez pontos, enquanto o time do ABC paulista está na 7ª colocação, com três pontos. 

Com apenas duas rodadas para o fim da fase classificatória, a briga por posições segue muito equilibrada. A diferença entre o primeiro e o sexto colocado é de apenas três pontos, portanto, cada jogo ganha ainda mais importância. O Vôlei UM Itapetininga conquistou a liderança na rodada anterior e tenta manter a colocação apostando em seus ponteiros, no caso o experiente Clinty e o jovem Victor Birigui. 

“O time deles vem de uma vitoria importante contra Ribeirão, então temos que tomar cuidado, um elenco muito novo que vai vir empolgado e sem muita responsabilidade de vitoria, não vai ser um jogo fácil”, declarou Victor Birigui, que enfrentará o irmão Leonardo Birigui, que também é ponteiro e veste a camisa do Super Vôlei/Santo André. 

“Para mim é diferente jogar contra ele, pois trata-se de alguém da minha família, com quem convivi a maior parte da minha vida. Será uma situação inusitada. Já estamos apostando um com o outro. Ele disse que vai me bloquear e eu disse que iria atacar por cima. O time deles vem de uma vitória importante contra o Ribeirão Preto, então temos que tomar cuidado, eles têm um elenco muito jovem, que virá empolgado e sem responsabilidade. Não será um jogo fácil”, contou o ponteiro de 19 anos, do time da casa. 

No Super Vôlei/Santo André, o clima é de empolgação e de moral elevada após conquistar a primeira vitória na competição, justamente sobre o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, que na ocasião era líder. A equipe do técnico Marcelo Madeira é recheada de jovens em seu elenco, como Léo Birigui, que vem atuando como oposto no time do ABC. 

“Estou vindo de uma crescente muito boa, no primeiro jogo não fui muito bem por causa da ansiedade, já nos seguintes joguei mais tranquilo e ganhei mais experiência. Nenhum de nós dois gosta de perder, então, com certeza alguém vai ter que aturar muita zoação de quem ganhar (...) Bom, segunda vez que vamos nos enfrentar. A primeira vez estava no banco em Araucária, não tive oportunidade de sentir como é jogar contra ele, mas estou muito ansioso para esse jogo e espero que seja um bom jogo para nós”, disse Leonardo, que tem 21 anos. 

foto: Alex Júnior/Voleibol UM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga