(Sul-Americano de Clubes) Sada/Cruzeiro e Lomas Voley fazem a grande final

A luta pelo quinto título do Sul-Americano de Clubes e a chance de representar a América do Sul em mais um Mundial de Clubes. Tudo isso estará em disputa para o Sada/Cruzeiro neste sábado, às 21h30min, quando a equipe estrelada enfrentará o argentino Lomas Voley, no ginásio Tancredo Neves. A partida decisiva, em Montes Claros, terá transmissão ao vivo do canal Sportv. 

Na fase classificatória, o Sada/Cruzeiro passou por Montes Claros e Club Peesless, do Peru. Na semifinal vitória emblemática sobre o forte Personal Bolívar, também da Argentina. Já o Lomas Voley chega para o confronto após vencer o Thomas Morus, do Chile, e o rival Personal Bolívar. Já na semifinal derrotou o anfitrião Montes Claros por 3 sets a 1 e conquistou seu lugar na final. 

“Agora é mais uma final contra um time argentino e a gente sabe da importância desse jogo, que nos dá a oportunidade de disputar um outro Mundial. Não jogamos muito contra o Lomas, mas time argentino é jogueiro, defende muito, não tem bola perdida com eles. Todo o tempo nós temos que impor nosso ritmo e fazer o nosso jogo. Então temos que entrar com tudo em quadra, 100%, com força total, como foi na semifinal contra o Bolívar. Jogamos muito bem contra eles, com uma energia boa, com a equipe bem coesa, centrada. Tem que ser assim, para que o jogo possa fluir para nós nessa final”, disse o ponteiro Filipe. 

Caso conquiste essa edição do Sul-Americano de Clubes, o Sada/Cruzeiro colocará seu nome mais uma vez na história. Se conseguir o pentacampeonato, o time mineiro iguala os recordes dos brasileiros Banespa (de 1988 a 1992) e Paulistano (até 1980), que são as únicas equipes com cinco troféus do torneio continental. 

foto: Andréia Santos/Sada Cruzeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata