CBV divulgará em breve término do ranking masculino na Superliga 2018/2019

A oficialização só deve ocorrer no próximo dia 20 pela Confederação Brasileira de Vôlei, mas a edição masculina da Superliga 2018/2019 não contará mais com o ranking de atletas. Em votação bastante acirrada, com seis votos para o término e cinco para a manutenção do ranking que já durava 26 anos. Os jogadores comemoram a liberdade para fechar com qualquer clube e fica agora a expectativa de como ficará o mercado. 

Criado pela CBV com o objetivo de equilibrar a competição, o ranking sempre gerou polêmica quando debatido entre clubes, jogadores e dirigentes. Com o término do mesmo acabam as restrições ligadas a atletas da Seleção Brasileira (em sua maioria com pontuação máxima) e de que um time só poderia alcançar 40 pontos contando todo o seu elenco. 

Para vários atletas, o ranking estava defasado e vários atletas acabaram indo para o exterior devido a restrições impostas. Por outro lado, alguns clubes sentem que a disparidade em quadra será ainda maior do que a vista atualmente, com equipes de grandes investimentos inflacionando o mercado para contar com os principais atletas da competição. 

Cabe ressaltar aqui, que a edição feminina da Superliga 2018/2019 seguirá com o ranking, após votação dos clubes. No momento, já existem algumas especulações no mercado, porém o Espaço do Vôlei se nega a divulgá-las para não atrapalhar jogadores e clubes quando se chega ao momento mais importante da temporada, ou seja, os playoffs da principal competição do Brasil. 

foto: Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata