(Superliga) Minas Tênis Clube x EMS Taubaté/Funvic é ‘briga’ pelo G-4

No principal jogo da 6ª rodada do returno da Superliga 2017/2018, o Minas Tênis Clube recebe o EMS Taubaté/Funvic, neste sábado, às 18h, na Arena, em Belo Horizonte. Na 5ª colocação, com 34 pontos, o time mineiro quer vencer para ingressar no G-4, enquanto a equipe paulista, atualmente no 3º lugar, com 36 pontos, quer se firmar na posição, com mais uma vitória e impedir o avanço do adversário.

O Minas Tênis Clube chega para o confronto embalado por três vitórias seguidas sobre Montes Claros, Vôlei Renata e Sesi-SP. Neste último duelo, os comandados de Nery Tambeiro mostraram muita força jogando no ginásio da Vila Leopoldina e conquistaram a vitória por 3 sets 1, com grandes atuações do levantador Marlon e do ponteiro Bob, dois jogadores experientes e considerados lideres do elenco.

O jogo entre mineiros e paulistas será o último do Minas Tênis Clube na Arena, pela fase classificatória, já que os cinco jogos restantes serão todos fora de casa. Mesmo já garantido nos playoffs, ninguém na equipe de Belo Horizonte quer perder o ritmo e ingressar no G-4 virou um objetivo após bons resultados e a situação na tabela Minas (34), Sesi-SP (35) e Taubaté (36).

Pelo lado do EMS Taubaté/Funvic, as duas últimas vitórias deixaram um ponto de interrogação, já que a equipe não rendeu tudo que poderia contra Lebes Canoas (ganhou no tie-break) e JF Vôlei (vitória, mas perda de um set). O técnico Daniel Castellani vem apostando em Lucas Madaloz como titular no lugar de Dante, já que não conta com Lucarelli (lesionado), porém o principal atacante do time segue sendo Wallace.

Nesta semana, surgiram notícias de que o levantador Rapha poderia deixar o clube com destino ao voleibol polonês. O jogador confirmou ter recebido uma proposta para jogar no Asseco Resovia, onde receberia em torno de 320 mil euros, mas em nota oficial, o capitão da EMS Taubaté/Funvic garante que não quer sair do Brasil.

“É uma ótima proposta, claro, mas estou focando todas as minhas energias em poder terminar bem a Superliga e de ir em busca de sonhos aqui com o time. Não tenho interesse em sair porque fiquei muito tempo fora do Brasil” afirmou Rapha, que jogou de 2006 a 2013 na Itália, onde foi bicampeão da Champions League e tetracampeão mundial de clubes pelo Trentino.

Equipes:

Minas Tênis Clube: Marlon, Felipe Roque, Bob Dvoranen, Honorato, Flávio, Pétrus e Rogerinho (líbero)
técnico: Nery Tambeiro

EMS Taubaé/Funvic: Raphael, Wallace, Solé, Otávio, Ivovic, Lucas Madaloz e Thales (líbero)
técnico: Daniel Castellani

foto: Orlando Bento/MTC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata