(Superliga) Em partida equilibrada, EMS Taubaté/Funvic derrota Vôlei Renata

Jogando no ginásio Taquaral, o EMS Taubaté/Funvic derrotou o Vôlei Renata por 3 sets a 2, parciais de 26/28, 25/29, 25/21, 19/25 e 15/11, pela 8ª rodada do returno da Superliga 2017/2018. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba chegou aos 44 pontos e segue na 3ª colocação, enquanto a equipe de Campinas, agora com 25 pontos, continua na 7ª posição da tabela. 

Carregado pela torcida que foi em bom número ao Taquaral, o Vôlei Renata impôs um ritmo forte e após bloqueio de Júnior obrigou o adversário a pedir tempo (5 a 1). Bem na virada de bola com Mão e Vissotto, o time campineiro seguiu em cima do adversário e fez Taubaté pedir tempo novamente depois de ace de Júnior (15 a 11). Os visitantes conseguiram crescer, aproveitando a sequência de erros dos donos da casa, mas na reta final da parcial, os atacantes campineiros fizeram a diferença e o Vôlei Renata saiu na frente: 28 a 26. 

O segundo set começou equilibrado. As duas equipes erraram bastante e, literalmente, trocaram pontos. Os visitantes tentaram desgarrar no saque, mas o Vôlei Renata respondeu à altura com ace de Rodriguinho (8 a 8). O jogo seguiu igual, com as duas equipes forçando bastante o saque. A equipe do Vale do Paraíba, no entanto, aproveitou bem os contra-ataques e venceu por 25 a 19. 

No terceiro set, os visitantes tiveram um início forte, com destaque para o oposto Wallace e o Vôlei Renata precisou se recuperar. O técnico Horacio Dileo usou o banco de reservas, colocando William e Salsa em quadra e o time de Campinas conseguiu se recuperar. Mesmo com Vissotto inspirado no ataque marcando oito pontos na parcial, os visitantes tinha no levantador Rapha a tranquilidade necessária para manter o bom jogo e vencer por 25 a 21. 

O Vôlei Renata voltou com ritmo forte no quarto set. Sacando bem, os campineiros conseguiram aces com Willian e Vissotto e colocaram o adversário em dificuldade. Em passagem do oposto pelo saque, os donos da casa abriram boa vantagem (15 a 11), com direito a dois aces seguidos e contra-ataques. Mesmo com o time visitante chegando a encostar (18/17), os campineiros mantiveram o sangue frio e em ace de Vini fizeram 25 a 21. 

No tie-break, as duas equipes erraram demais, porém o EMS Taubaté/Funvic errou menos nas horas decisivas e com boa atuação tanto no side-out quando aproveitando os contra-ataques abriu vantagem. O Vôlei Renata bem que tentava apoiado pela torcida, mas no final os visitantes fecharam o jogo por 15 a 10. 

“Nós sabíamos que seria um jogo difícil. Em alguns jogos o nosso time se mostra inconstante e não podemos ser tão irregulares a esse ponto de jogar muito bem em alguns momentos e depois errar de forma infantil. Temos que corrigir isso. A vitória foi importante, enfim, mais dois pontos. Claro que queríamos os três, mas o caminho é duro mesmo. Estamos firmes e prontos para enfrentar as próximas batalhas da Superliga”, disse o oposto Wallace. 

“Somamos um ponto importante. Foi um jogo de altos e baixos, mas mais altos do que baixos. Ainda estamos buscando uma constância, mas a evolução está acontecendo e vamos chegar nos playoffs fortes”, comentou o central Vini. 

No próximo sábado, às 19h, o EMS Taubaté/Funvic fará o clássico diante do Sesi-SP, no ginásio do Abaeté. Já o Vôlei Renata só volta as quadras no dia 10, às 18h, para enfrentar o Sesc-RJ, no ginásio do Taquaral. 

Equipes:

Vôlei Renata: Rodriguinho, Vissotto, Tiago Mão, Renan, Júnior, Vini e Santucci (líbero)
entraram: Krauchuk, Daniel, Mateus, Salsa e Willian
técnico: Horacio Dileo

EMS Taubaté/Funvic: Ivovic, Wallace, Raphael, Solé, Otávio, Lucas Madaloz e Thales (líbero)
entraram: Matheus, Paulo Renan e Renan
técnico: Daniel Castellani

foto: Luciano Claudino/ Vôlei Renata

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata