(Superliga) De olho na liderança, Sesc-RJ enfrenta o JF Vôlei no Rio de Janeiro

Fechando a 7ª rodada do returno da Superliga 2017/2018, o Sesc-RJ recebe o JF Vôlei, nesta quarta-feira, às 20h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Com 45 pontos e ocupando a vice-liderança, os cariocas querem a vitória já que estão apenas um ponto atrás do Sada/Cruzeiro. Por outro lado, o time mineiro, hoje na penúltima colocação, com apenas quatro pontos, quer vencer para tentar escapar do rebaixamento.

Com seis vitórias na sequência, o Sesc-RJ quer manter o ritmo e torcer por um tropeço do Sada/Cruzeiro, que nesta rodada terá o clássico diante do Minas Tênis Clube. Com a boa fase dos ponteiros João Rafael e Maurício Borges, além da regularidade do central Maurício Souza, o time carioca vem entregando o que pede o técnico Giovane Gavio, que entende a importância de chegar na frente nesta fase da competição para ter vantagem nos playoffs.

Um dos destaques do Sesc-RJ é o central Maurício Souza, que lidera as estatísticas no fundamento bloqueio. Até o momento, o campeão olímpico anotou 47 pontos em 17 jogos, tendo uma média de 2,76 por partida. Para se ter uma ideia, ele aparece a presente de outros quatro jogadores que estão em grande fase também: Wennder, do Copel Telecom/Maringá, Sebastian Solé, do EMS Taubaté/Funvic, e Luizinho, do Corinthians/Guarulhos, todos com 42 pontos.

“São todos grandes jogadores, excelentes centrais, e é normal haver esse equilíbrio em uma competição de alto nível, como a Superliga. Isso demonstra que o campeonato está sendo muito bem disputado, com atletas e equipes fortes e equilibradas”, disse o central Maurício Souza.

Pelo lado do JF Vôlei, o objetivo segue sendo de escapar do rebaixamento, mas todos sabem que a tarefa não é das mais fáceis. Enfrentando uma equipe forte como o Sesc-RJ, ainda mais longe de casa, atrapalha ainda mais os planos dos comandados de Henrique Furtado. Para buscar um resultado positivo, as apostas estão em ter um desempenho acima do que se vem tendo no saque e tentar controlar a ansiedade na hora do side-out.

O ponteiro Leozinho, principal pontuador da equipe com 263 acertos e o terceiro nas estatísticas da CBV, segue como principal referência ofensiva. Entretanto, fica a expectativa para o restante do time, que é recheado de jovens, também sejam alternativas decisivas para o levantador Adami, que ganhou a titularidade e a confiança do treinador para o restante da competição.

Equipes:

Sesc-RJ: Thiaguinho, Renan, Tiago Barth, Maurício Souza, João Rafael, Maurício Borges e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Giovane Gávio

JF Vôlei: Adami, Emerson, Raphael, Leozinho, Rômulo, Bruno e Juan Mendez (líbero)
técnico: Henrique Furtado

foto: Erbs Jr.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Com jogos ao vivo na web, Taça Prata começa nesta terça-feira em Itapetininga