(Superliga) Sesc-RJ vira pra cima do Vôlei Renata e continua na cola do líder

O Sesc-RJ venceu, de virada, o Vôlei Renata por 3 sets a 1, parciais de 13/25, 25/23, 25/23 e 25/23, na Jeunesse Arena, pela 10ª rodada da Superliga 2017/2018. Com o resultado, o time carioca chegou aos 28 pontos e permanece na 2ª colocação, apenas dois pontos atrás do líder Sada/Cruzeiro. Já a equipe de Campinas parou nos 11 pontos e caiu para a 8ª posição.

Vini abriu o placar do jogo para o Vôlei Renata. Renan respondeu para o Sesc-RJ. A equipe campineira abriu 4 a 2 logo no começo da partida. Com Vissotto pontuando bem, o time do Vôlei Renata marcou 9 a 5. Quando o placar foi a 11 a 6, Giovane pediu tempo. Depois de bom saque de VIssotto, 13 a 7. Com Vini, o grupo campineiro colocou sete de vantagem em 17 a 10. A diferença chegou a 10 pontos em 21 a 11 e Giovane pediu mais um tempo. Mas, o Vôlei Renata seguiu melhor e venceu o primeiro set por 25 a 13.

Maurício Borges abriu o placar da segunda parcial. Com bom saque de Rodriguinho, o Vôlei Renata marcou 3 a 1. Com João Rafael, o Sesc-RJ chegou ao ponto de empate em 4 a 4 e, no bloqueio de Maurício Souza, virou para 5 a 4. Com Maurício Souza, 8 a 7. O time carioca seguiu no comando do marcador e quanto fez 11 a 8, Horácio Dileo pediu tempo. No bloqueio de Vini, o time campineiro encostou no placar em 10 a 11. Com Maurício Borges, o Sesc-RJ marcou 16 a 13. Vissotto colocou o Vôlei Renata encostado no placar de novo em 18 a 19. No bloqueio, o time carioca chegou a 22 a 19 e o time visitante parou o jogo. No ponto de saque de Vissotto, o Vôlei Renata fez 23 a 24 e o adversário pediu tempo. Na volta, no bloqueio, o Sesc RJ fechou em 25 a 23.

O terceiro set começou com o placar equilibrado, com as equipes empatando em 2 a 2 e depois em 4 a 4. No ace de Júnior, o Vôlei Renata fez 6/4. Quando marcou 8 a 5, Giovane pediu tempo. Depois de bom saque de Maurício Borges, Renan pontuou e o Sesc-RJ encostou em 8 a 9. Com João Rafael, a equipe carioca chegou ao ponto de empate: 12 a 12. No ace de João Rafael, 14 a 13. Horacio Dileo pediu tempo. Na volta, o ponteiro conseguiu mais dois pontos consecutivos de saque. No bloqueio individual de Tiago Barth, o Sesc RJ chegou a 20 a 17. O Vôlei Renata voltou a encostar no placar: 20 a 21. No final, o time do Rio de Janeiro fechou a parcial em 25 a 23.

O Vôlei Renata começou bem e, em boa passagem de Rodriguinho pelo saque, abriu 3 a 1. No ponto de saque de Maurício Souza, o Sesc-RJ empatou em 3 a 3. No ace de Maurício Borges, a equipe da casa marcou 7 a 5. Depois de levantamento de Rodriguinho com o pé, Vissotto pontuou e o Vôlei Renata empatou: 7 a 7. Quando o Sesc-RJ abriu 13 a 10, o técnico do time campineiro pediu tempo. João Rafael marcou 14 a 11. O Vôlei Renata buscou e encostou no marcador em 15 a 16. O Sesc RJ abriu 20 a 17 e o time de Campinas voltou a aproximar, fazendo 19 a 20. O placar ficou igual em 22 a 22. No ponto de saque de Maurício Borges, 24 a 22. No final, 25 a 23.

“No finalzinho do jogo bateu o cansaço, mas a equipe ajudou bastante e a motivação de estar de volta as quadras me levou até o final do jogo. Estou satisfeito. Ter ajudado a equipe em momentos difíceis, pois tivemos um jogo complicado hoje, foi muito bom”, afirmou João Rafael, maior pontuador do time carioca, com 17 pontos, e eleito melhor em quadra.

“Nosso time trabalha duro, tem um caráter legal, é um grupo bacana, mas sabemos que temos algumas limitações. Por isso, temos que jogar sempre no limite, fazendo o nosso melhor e um espaço qualquer que damos complica. Quanto mais contra um time de qualidade como o Sesc RJ, que tem bastante volume, com campeões olímpicos, jogadores de seleção, não pode dar vacilo. Mas o time está de parabéns. Lutamos e jogamos bem”, disse o oposto Leandro Vissotto.

No próximo sábado, dia 16, às 20h, o Sesc-RJ estará em São Paulo para o duelo contra o Sesi-SP, no ginásio da Vila Leopoldina. Já o Vôlei Renata voltará a jogar em casa, onde receberá o Copel Telecom/Maringá, na quinta-feira, dia 14, às 19h30min, no ginásio Taquaral.

Equipes:

Sesc-RJ: Thiaguinho, Renan, Maurício Souza, Tiago Barth, João Rafael, Maurício Borges e Alexandre (líbero)
entraram: PV, Everaldo e Juninho
técnico: Giovane Gávio

Vôlei Renata: Rodriguinho, Leandro Vissotto, Vini, Salsa, Diogo, Tiago Mão e Facundo (líbero)
entraram: Renan, Júnior e Krauchuk
técnico: Horacio Dileo

foto: Luciano Belford

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Invicto no Espanhol, Palma Volley conta com bom momento do ponteiro Zóio