sábado, 16 de dezembro de 2017

(Superliga) Ponta Grossa/Caramuru leva a melhor sobre o Montes Claros

Em jogo válido pela 11ª da Superliga 2017/2018, o Ponta Grossa/Caramuru derrotou o Montes Claros por 3 sets a 0, parciais de 29/27, 25/23 e 25/16, no ginásio Tancredo Neves. Com a vitória, o time paranaense chegou aos 11 pontos e permanece na 9ª colocação, ou seja, ainda vivo na briga pelos playoffs, enquanto o Pequi Atômico parou nos oito pontos e continua no 10º lugar da tabela.

O primeiro ponto foi do Montes Claros, com o oposto Alemão. Pelo meio, com Maycon, o Ponta Grossa Caramuru marcou o seu primeiro ponto. No ace de Leozão, o time visitante virou o jogo (3 a 2). Com Tarcísio, o Montes Claros fez 6 a 5. Os donos da casa chegaram a 8 a 5 no ponto de bloqueio e Fábio Sampaio pediu tempo. Com Alemão pontuando bem, o Montes Claros Vôlei chegou a 10 a 7. A equipe mineira manteve a vantagem em 15 a 12. No bloqueio, o Ponta Grossa Caramuru encostou no placar: 16 a 17. Sérgio Cunha pediu tempo. No ponto de saque de Tarcísio, o Montes Claros voltou a abrir: 19 a 16. Com ponto de bloqueio, o time paranaense empatou (19 a 19). Em uma reta final bastante equilibrada, novo empate em 22 a 22. O Ponta Grossa Caramuru chegou ao ponto do set em 25 a 24 e Sérgio Cunha pediu tempo. O time visitante fechou em 29 a 27.

O segundo set também começou com equilíbrio. Com as equipes trocando pontos, estiveram empatadas em 3 a 3 e depois em 5 a 5. O Ponta Grossa Caramuru teve um de vantagem em 8 a 7 e, com Tarcísio, o Montes Claros empatou. A equipe paranaense marcou 11 a 9 e Sérgio Cunha parou o jogo. No bloqueio de Cris, o Caramuru chegou a 14 a 10. Contando com erros do adversário, os visitantes fizeram 17 a 13 e o treinador do Montes Claros pediu tempo. No erro do time mineiro, o Ponta Grossa abriu cinco de vantagem: 20/15. Os donos da casa diminuíram a diferença em 18 a 21. E o Ponta Grossa Caramuru fechou o segundo set em 25 a 23.

Embalado pelas vitórias nos sets anteriores, o time paranaense começou melhor também no terceiro e abriu 4 a 2. Com Leozão, o Caramuru abriu 7 a 4. O técnico do Montes Claros Vôlei pediu tempo. No erro do adversário, o time de Ponta Grossa abriu 9 a 5. No ponto de saque de Zanotti, o Montes Claros Vôlei tirou a diferença em 7 a 9. Pelo fundo meio, Cris marcou 13 a 9. A vantagem paranaense foi a seis pontos em 17 a 11. O placar ainda foi a 20 a 14 e o treinador do time mineiro pediu tempo. Contando com erros do adversário, o Ponta Grossa Caramuru chegou a 23/15. Na sequência, fechou o set em 25 a 16.

“Viemos trabalhando bastante. Fizemos um jogo ruim conta o Minas na rodada passada e viemos com tudo hoje para conseguir essa vitória. Nosso ponteiro acabou machucando, substituímos, mas o nosso time é competente e mostro isso”, disse o ponteiro Léo, que foi eleito o melhor em quadra.

“Parabéns para a equipe deles. Todos jogaram bem, defenderam muito, é um time que tem muito volume de jogo, e nós erramos demais. Pagamos um preço alto por isso. A equipe sentiu um pouco a perda do primeiro set, que estava na mão, mas não temos muito o que lamentar. Temos um próximo jogo que precisamos ganhar”, afirmou o levantador Sandro.

O Montes Claros segue em casa na próxima rodada, quando receberá o Lebes Canoas na próxima quinta-feira, às 19h, no ginásio Tancredo Neves. No mesmo dia, às 20h, o Ponta Grossa/Caramuru encara o Vôlei Renata, no ginásio Taquaral, em Campinas.

Equipes:

Montes Claros: Sandro, Alemão, Tarcísio, Mesa, Zanotti, Najari e Alan (líbero)
entraram: Wanderson, Luan, Mudo, Lorena e Cristiano
técnico: Sérgio Cunha

Ponta Grossa/Caramuru: Índio, Leozão, Maycon, Thales, Peron, Léo e Bruninho (líbero)
entraram: Cris, Rubbo, Gustavo, Da Silva e Dutra
técnico: Fábio Sampaio

foto: Letícia Soares/MOC

Nenhum comentário:

Postar um comentário