(Superliga) Na volta de Murilo, Sesi-SP bate o Sesc-RJ no final do 1º turno

No encerramento da 11ª rodada e do turno da Superliga 2017/2018, o Sesi-SP derrotou o Sesc-RJ por 3 sets a 1, parciais de 25/17, 25/20, 16/25 e 25/18, no ginásio da Vila Leopoldina. Com o resultado, o time paulistano chegou aos 24 pontos e permanece na 4ª colocação, enquanto a equipe carioca parou nos 28 pontos, mas segue como vice-líder da competição.

O confronto já começou com uma bola bastante disputada e, no ataque para fora do Sesc RJ, a equipe da casa abriu o placar. O jogo teve um início equilibrado, com as equipes trocando pontos. Com Alan, o Sesi-SP marcou 3 a 2. O Sesc-RJ virou o set em 6 a 5. Com Alan, o time da casa reassumiu o comando do marcador e colocou dois de vantagem (8 a 6). Novamente com o oposto, o Sesi-SP chegou a 11 a 8. Quando o placar foi a 12 a 8, Giovane pediu tempo. Na volta, ponto de saque de Lipe (13 a 8). João Rafael cortou em um ponto a diferença: 12 a 16. Lipe, em um forte ataque, fez 18/13 para o Sesi-SP. O placar foi a 20 a 14 e Giovane pediu tempo novamente. Os donos da casa ainda chegaram a 23 a 14. Com folga no placar, o Sesi-SP fechou em 25 a 17.

Com Maurício Borges pontuando, o Sesc RJ fez 2 a 1 no início do segundo set. O time carioca seguiu no comando do placar até Lucão colocar o Sesi-SP em vantagem: 8 a 7. Com Lipe pela entrada de rede, 11 a 8. Contando com erros do Sesc RJ, os donos da casa ainda chegaram a 13 a 9. Bem no saque e com Lipe pontuando bem, o Sesi-SP não enfrentou dificuldades para fazer 15 a 11. O Sesc RJ reagiu e no bom saque de Tiago Barth encostou em 15 a 16. Rubinho pediu tempo. Na volta da parada, Renan bloqueou e empatou o set. Com Lipe, o time paulista voltoi a comandar o placar em 19 a 17. Na bola de segunda de Thiaguinho, 19 a 21. O Sesi-SP seguiu melhor e, contando com erros do adversário, fechou o segundo set em 25 a 20.

O Sesc RJ abriu a terceira parcial com ponto de bloqueio de João Rafael. Com outro ponto neste fundamento, desta vez com Maurício Souza, 2 a 0. No ponto de Renan, a equipe carioca abriu 4 a 1. Melhor em relação aos sets anteriores, o Sesc RJ abriu vantagem em 7 a 3. Com Tiago Barth bem no saque, o time visitante chegou a 12 a 6. Maurício Souza pontuou e o Sesc RJ fez 16 a 9. O placar ainda foi a 17 a 9 e Rubinho pediu tempo. A diferença foi a 10 pontos em 19 a 9. Maurício Borges marcou 21 a 12. O Sesc-RJ seguiu melhor e vencei a terceira parcial por 25 a 16.

O Sesi-SP abriu dois de vantagem em 4 a 2. A equipe da casa manteve os dois de vantagem em 8 a 6. Quando o time paulista chegou a 10 a 7, o técnico do Sesc RJ, Giovane, pediu tempo. Com João Rafael na diaginal, o time carioca reduziu a desvantagem em 9 a 11. Maurício Borges pontuou e o Sesc RJ encostou em 13 a 14. No erro do adversário, o Sesi-SP chegou a 18 a 15. No bloqueio simples de Douglas, 19 a 15 e pedido de tempo de Giovane. Com mais um bloqueio de Douglas, 20 a 16. O Sesi-SP ainda fez 22 a 15. No final, 25 a 18.

“Estou muito feliz pelo crescimento do time. Começamos o campeonato, fomos evoluindo e acreditamos muito nisso que juntos vamos evoluindo. Os últimos três jogos foram em uma crescente muito bacana e estou feliz por terminar o turno com uma vitória sobre um time tão forte como o Sesc-RJ. Todos estão de parabéns”, disse o ponteiro Lipe, que foi eleito o melhor em quadra.

“Ainda não é o ideal, é o primeiro jogo, não fiz nenhuma amistoso, e entrei em uma fogueira contra o Sesc-RJ, que vem muito bem na Superliga, contra um amigo, que é o Giovane. Foi um período muito difícil, a mudança de posição é complicada, mas este é um momento muito especial. Agradeço a todos e tudo torna o meu dia muito especial”, afirmou o agora líbero Murilo, que reestreou após oito meses parado.

“Sabíamos que ia ser um jogo bem difícil. Eles têm atletas muito experientes e hoje não conseguimos fazer quase nada do que foi combinado antes do jogo. Nosso saque só entrou no set que vencemos e fora isso erramos muito. Eles foram superiores”, concluiu o oposto Renan.

O Sesi-SP volta a jogar na próxima quinta-feira, às 19h, para enfrentar o Copel Telecom/Maringá, no ginásio da Vila Leopoldina. No mesmo dia, às 21h30min, o Sesc-RJ encara o EMS Taubaté/Funvic, no ginásio Abaeté.

Equipes:

Sesi-SP: William, Alan, Gustavão, Lucão, Douglas Souza, Lipe e Murilo (líbero)
entraram: Franco, Evandro, Vaccari e Renato
técnico: Rubinho

Sesc-RJ: Thiaguinho, Renan, Tiago Barth, Maurício Souza, João Rafael, Maurício Borges e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Everaldo, Levim Japa e Juninho
técnico: Giovane Gávio

foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Robinho acerta ida para o voleibol português e jogará no novo time do Sporting

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Apresentação do Corinthians/Guarulhos deve ocorrer na próxima terça-feira