quinta-feira, 2 de novembro de 2017

(Superliga) Sesc-RJ vence Copel Telecom/Maringá na abertura da 4ª rodada

Na abertura da 4ª rodada da Superliga 2017/2018, o Sesc-RJ derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/23 e 25/23, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. Com o resultado desta noite, o time comandado por Giovane Gavio chegou aos 10 pontos e assumiu a vice-liderança, enquanto a equipe paranaense segue sem vencer e pontuar na competição.

O Sesc-RJ abriu o placar do jogo no erro de saque do adversário. O Copel Telecom/Maringá chegou ao ponto de empate em 4 a 4. Com Ialisson, o time paranaense deixou tudo igual novamente em 8 a 8. Em um potente ataque de Maurício Borges, o Sesc-RJ marcou 11 a 10. O marcador voltou a ficar igual em 13 a 13. A equipe da casa abriu três de diferença em 17 a 14. Neste momento, o técnico do Copel Telecom pediu tempo. Maurício Souza pontuou e levou o set a 21 a 16. No final, vitória do Sesc-RJ por 25 a 19.

O Copel Telecom/Maringá começou melhor e, com Thiago Alves, abriu 3 a 1 no segundo set. A equipe visitante ainda marcou 7 a 3, forçando Giovane a pedir tempo. O Sesc-RJ reagiu e, com Maurício Borges, encostou em 7 a 8. No erro do adversário, a equipe carioca chegou ao ponto de empate (10 a 10). Com João Rafael, o Sesc-RJ assumiu o comando do placar em 11 a 10. No bloqueio de Maurício Souza, os donos da casa marcaram 14 a 12. Com ponto de saque de Ialisson, 14/14. O Sesc RJ abriu 17 a 15 e o adversário pediu tempo. O Copel Telecom encostou no placar no ponto de Ialisson: 21 a 22. No ace do mesmo jogador, 23/24. E Maurício Souza fechou em 25 a 23.

A terceira parcial teve um início equilibrado, com as equipes empatando em 3/3. Em combinação rápida de Ricardinho com Ialisson, o Copel Telecom/Maringá teve um de vantagem (7 a 6) e, no erro do adversário aumentou a diferença em um ponto. No bloqueio, a equipe visitante mais uma vez abriu dois, fazendo 11 a 9. O time de Maringá passou a pontuar melhor e chegou a quatro de vantagem em 15 a 11. Embalado pela torcida, o time carioca encostou em 14 a 15 no ponto de saque de Thiaguinho. O Copel Telecom pediu tempo. O grupo paranaense voltou a pontuar bem e quando marcou 18 a 14 Giovane pediu tempo. João Rafael reduziu a diferença no placar, levando o Sesc-RJ a 18 a 19. O ponteiro foi o responsável pelo ponto de empate (19 a 19). Maringá pediu tempo e, na volta, abriu dois de vantagem em 21 a 19. João Rafael deixou tudo igual em 22 a 22. E o Sesc-RJ fechou em 25/23.

“Há tempos não via a Superliga em um alto nível como está esse ano. Já sabíamos que ia ser uma partida difícil, e que se déssemos chances, o time de Maringá ia fazer boas jogadas, virar o jogo. Mas, nós tivemos calma nos momentos em que eles estiveram na frente no segundo e no terceiro sets e, juntos, viramos. Esse troféu é da equipe. Nunca é só um que ganha. O vôlei não se joga sozinho”, destacou o ponteiro João Rafael.

“Estou feliz pela virada, mas sabemos que não podemos começar o set tão mal. Temos que trabalhar isso e essa reação foi importante porque sabemos que vamos precisar dela mais vezes. Tivemos uma atitude que foi fundamental para viramos os dois sets em que estivemos atrás”, afirmou o levantador Thiaguinho.

“Viemos com uma estratégia de sermos mais agressivos, principalmente no saque e acabou não dando certo. Tivemos muitos erros nesse fundamento o que acabou desequilibrando contra nós. Evoluímos no segundo e terceiro set, tivemos boas oportunidades de fechar e acabamos também desperdiçando. Agora temos que continuar trabalhando, sabíamos dessa sequencia difícil no início da competição e já vamos pensar no Corinthians em casa na próxima quarta”, explicou o treinador Renato Lúcio.

O Sesc RJ voltará a jogar pna próxima quarta-feira, dia 8, às 20h, diante do Ponta Grossa/Caramuru. na Arena Multiuso. Já o Copel Telecom/Maringá enfrentará, no mesmo dia, às 19h30min, contra o Corinthians-Guarulhos, no ginásio Chico Neto.

Equipes:

Sesc-RJ: Thiaguinho, Renan, Thiago Barth, Maurício Souza, João Rafael, Maurício Borges e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Everaldo, PV e Japa
técnico: Giovane Gávio

Copel Telecom/Maringá:
Ricadinho, Alisson, Wendell, Ialisson, Alê, Thiago Alves e Gian (líbero)
entraram: Jean, Brasília e Johan
técnico: Renato Lúcio

foto: Erbs Jr

Nenhum comentário:

Postar um comentário