sábado, 4 de novembro de 2017

“Feliz de ter acabado esse pesadelo e poder voltar a treinar e jogar”, diz Murilo

Uma das situações mais complicadas para um atleta é não ter condições de realizar sua atividade, seja ela por limitações físicas ou por punições. No caso do ponteiro Murilo, que desde maio está impossibilitado de entrar em quadra devido a seu exame antidoping testar positivo para a substância proibida furosemida, essa situação terminará no dia 9 de dezembro. 

A defesa do atleta alegou contaminação no suplemento alimentar utilizado pelo atleta, algo que foi confirmado pelo Laboratório da Agência Mundial Antidoping (WADA) e na última sexta-feira, Murilo recebeu a sentença da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) que a punição foi retirada. Entretanto, a restrição para que atue oficialmente só acaba no dia 9 do próximo mês.

Murilo já está liberado para treinar com os companheiros de Sesi-SP e fica a expectativa para saber como será sua adaptação na posição de líbero. Melhor jogador do Mundial de 2010 e com inúmeros títulos com a camisa da Seleção Brasileira, o jogador passou vários meses esperando um parecer da FIVB e quando teve a resposta fez questão de responder várias questões aos seus seguidores do twitter.

“Obrigado a todos pelas mensagens!!! Feliz de ter acabado esse pesadelo e poder voltar a treinar e jogar !!! (...) Pessoal, para que não reste dúvida, mesmo provando ter usado um suplemente contaminado fui punido com suspensão até 9 de dezembro de 2017”, declarou Murilo.

foto: Sesi-SP/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário