sábado, 21 de outubro de 2017

(Superliga) Em grande jogo, Sada/Cruzeiro supera Sesc-RJ no tie-break

Sem transmissão de TV ou da web, apenas quem esteve no ginásio do Riacho, em Contagem, teve condições de ver a vitória do Sada/Cruzeiro sobre o Sesc-RJ por 3 sets a 2, parciais de 25/13, 29/31, 34/32, 25/18 e 15/10, pela 2ª rodada da Superliga 2017/2018. O resultado fez o time celeste alcançar cinco pontos e manter sua invencibilidade, enquanto os cariocas somam agora quatro pontos e tiveram o primeiro resultado negativo na competição.

O Sada/Cruzeiro começou a partida de forma arrasadora, com a dupla Evandro e Uriarte fazendo a diferença e abrindo 5 a 0 no placar. Mesmo com os visitantes melhorando em quadra, o time mineiro tinha qualidade no ataque e no bloqueio, sendo que com esse segundo fundamento, o central Simon fez 15 a 7. Sem muitas dificuldades, os comandados de Marcelo Mendez foram abrindo vantagem e fecharam de forma tranquila por 25 a 13.

Quem esperava um segundo set idêntico ao anterior se enganou. O Sesc-RJ voltou com outra postura em quadra e com boa atuação do ponteiro João Rafael abriu 5 a 8. O Sada/Cruzeiro conseguiu igualar o placar em um ace do oposto Evandro: 10 a 10 e a partir deste momento o que se viu foi uma troca de pontos e muita disputa. Após a segunda buscava com o pé de Uriarte, os mineiros abriram 19 a 16, mas os visitantes cresceram na hora certa e empataram em 19 a 19, com destaque para a boa distribuição de Thiaguinho. No final, um verdadeiro teste para cardíaco e a vitória do Sesc-RJ por 29 a 31.

Com 1 a 1 em sets era de se imaginar um terceiro período bem disputado e foi justamente o que aconteceu. Nenhuma das equipes conseguia se distanciar no placar que foi de 5 a 5 para 11 a 11, e logo depois 13 a 13. Os ataques levavam vantagem sobre as defesas, enquanto os dois técnicos pedindo atenção ao máximo de seus atletas tanto na recepção quando no side-out: 17 a 17. O Sesc-RJ chegou a fazer 21 a 23, mas o Sada/Cruzeiro empatou e essa disputa só terminou após a vitória dos cariocas por 32 a 34.

Empurrado pela torcida, o Sada/Cruzeiro veio para cima no quarto set e logo fez 6 a 3 no ace de Simon. Os donos da casa estavam impossíveis no saque, tanto que Uriarte também aplicou um ace: 12 a 8. O Sesc-RJ conseguiu igualar as ações, com destaque nos contra-ataques: 15 a 13, mas na reta final, o bloqueio celeste voltou a fazer a diferença: 20 a 15, novamente com o central cubano. No final, 25 a 18 para a Raposa, que levou o duelo para o tie-break.

O início do tie-break foi bastante equilibrado tanto que após vários empates no placar, a virada de quadra ocorreu com vantagem mínima: 8 a 7, após um ataque do central Isac. Com o ponteiro Leal explorando o bloqueio, o Sada/Cruzeiro abriu 12 a 9 e em um ace do cubano naturalizado brasileiro, os donos da casa fizeram 13 a 9, obrigando Giovane Gavio a pedir tempo. No final, aproveitando os erros do adversários, os mineiros fecharam em 15 a 10. 

“Foi um jogo pegado, difícil. Acho que os dois times jogaram bem. Perdemos os dois sets pela mínima diferença e foi um bom teste. O time deles é um time forte e nós mostramos que nos momentos decisivos vamos pra dentro e jogamos muito bem”, disse o técnico Marcelo Mendez.

“Hoje estava muito quente no ginásio, quente mesmo. E vai continuar assim daqui pra frente. Acho que jogamos bem, temos que melhorar ainda em vários aspectos e pensar que estamos nos também preparando para um Mundial de Clubes. Creio que fizemos uma boa partida, com um primeiro set muito forte e o Sesc também jogou bem. Vamos evoluindo a cada dia e foi uma partida interessante para ver essa reação do nosso time. Agora é pensar no próximo jogo, que vai ser difícil também, contra o Sesi-SP”, declarou o central Simon.

“A gente conseguiu suportar a pressão do saque do Sada em boa parte da partida. O Sada é uma equipe pronta, tem uma qualidade muito boa, tem uma qualidade muito boa no sistema de saque, é uma arma muito forte. Foi uma excelente partida, conseguimos atingir alguns objetivos dentro do jogo. A gente sai contente com a evolução do time mas agora é preparar para um outro encontro tao difícil quanto os dois primeiros. Corinthians está empolgado, indo muito bem e também estreante na Superliga”, analisou o técnico Giovane Gávio.

Na próxima quinta-feira, às 19h, o Sada/Cruzeiro recebe o Sesi-SP, no ginásio do Riacho, em partida adiantada da 10ª rodada. Já o Sesc-RJ só volta a quadra no próximo domingo, às 13h, diante do Corinthians/Guarulhos, no ginásio da Hebraica.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Nico Uriarte, Evandro, Rodriguinho, Leal, Simon, Isac e Serginho (líbero)
entraram: Filipe e Alemão
técnico: Marcelo Mendez

Sesc-RJ: Thiaguinho, PV, João Rafael, Maurício Borges, Maurício Souza, Tiago Barth e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Everaldo, Juninho, Japa e Renan
técnico: Giovane Gavio

foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário