sábado, 14 de outubro de 2017

(Superliga) Com grande atuação de PV, Sesc-RJ supera EMS Taubaté/Funvic

Na abertura da Superliga 2017/2018, o Sesc-RJ venceu o SEM Taubaté/Funvic por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 25/19, 23/25 e 25/19, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Devido ao forte calor, a partida chegou a ficar 20 minutos interrompida devido a falta de energia elétrica, mas nada que tirasse a emoção do confronto entre os campeões carioca e paulista desta temporada.

O primeiro ponto desta edição da Superliga saiu de jogada do campeão olímpico Wallace. Thiago Barth respondeu para o Sesc-RJ. A equipe carioca abriu 3 a 1. No ace de Tiago Barth, 6 a 2. Quando, no bloqueio, o Sesc-RJ abriu 7 a 2, Castellani pediu tempo. Com mais um ponto de saque, dessa vez de PV, o Sesc-RJ chegou a 9 a 3. Maurício Borges explorou o bloqueio adversário e fez 12 a 7. A vantagem carioca foi a seis pontos em 16 a 10. O EMS Taubaté/Funvic reagiu e quanto aproximou no placar (14 a 17), os donos da casa pediram tempo. O set ganhou equilíbrio em 21 a 19 para o Sesc-RJ. No 23 a 20 o jogo sofreu uma pausa por queda de luz. Na volta, o Sesc-RJ fechou em 25 a 22.

Embalado, o time do Rio de Janeiro abriu três pontos de vantagem em 7 a 4. Quando o Sesc RJ chegou a 11 a 6, o técnico do EMS Taubaté/Funvic pediu tempo. Com potente poderio de ataque, os donos da casa seguiram pontuando bem e fizeram 13 a 7. Com dois pontos direto de saque do oposto PV, o Sesc-RJ marcou 15 a 7 e o adversário parou o jogo mais uma vez com pedido de tempo. Em boa passagem de Rapha pelo saque, o time do interior de São Paulo reduziu a desvantagem para 12 a 16. A diferença caiu ainda mais no contra-ataque de Dante: 15 a 17. O Sesc-RJ voltou a abrir boa vantagem, fazendo 21 a 16. João Rafael explorou o bloqueio adversário e marcou 22 a 16. No final, vitória carioca por 25 a 19.

O EMS Taubaté/Funvic começou melhor e teve um de vantagem em 5 a 4. Maurício Borges deixou tudo igual em 6/6. Solé recolocou o time paulista em vantagem: 8 a 7. Wallace marcou 11/8 e o time da casa pediu tempo. Na volta, Otávio bloqueou e fez 12 a 8. O time visitante seguiu melhor, mantendo a distância no marcador, mas, quando o Sesc-RJ aproximou, fazendo 15/17, Daniel Castellani pediu tempo. Com PV, o time da casa encostou de vez no placar: 18 a 19. Lucarelli pontuou no contra-ataque e fez 22 a 20. Lucarelli de novo fez 23 a 20. O set voltou a ter equilíbrio no ponto de saque de Tiago Barth, quando o Sesc RJ fez 23 a 24. No final, Wallace fechou em 25 a 23.

O quarto set começou com equilíbrio. No bloqueio de Tiago Barth, o Sesc-RJ fez 3 a 2. O EMS Taubaté/Funvic teve um de vantagem em 6 a 5. A parcial seguiu disputada ponto a ponto. Lucarelli marcou 9 a 8. Depois, foi a vez do Sesc RJ assumir o comando do marcador e colocar dois de vantagem (12 a 10). Quando PV marcou 13 a 10, Taubaté pediu tempo. Contando com erros do adversário, o Sesc-RJ abriu boa dianteira em 18 a 13. Quando o adversário marcou mais um, Taubaté pediu tempo. A diferença se manteve no placar em 20 a 14. Maurício Borges marcou 22/15. E o Sesc RJ fechou o set em 25 a 19.

“Nosso pensamento era jogar bem. Sabíamos que não seria fácil, principalmente por ser contra uma equipe excelente como a de Taubaté. Não treinamos muito tempo com toda a equipe junta, depois da chegada dos jogadores da seleção, então hoje foi uma vitória na base da superação”, disse o oposto PV, que marcou 25 pontos, sendo 19 de ataque, três de bloqueio e três de saque.

“Já vínhamos conversando sobre alguns erros bobos que vínhamos cometendo desde o Paulista e são erros que estavam realmente atrapalhando o nosso rendimento. Hoje isso voltou a acontecer e temos que corrigir rápido. Além disso, eles fizeram uma boa partida, com vários jogadores atuando bem e o nosso time esteve abaixo. Agora é colocar a cabeça no lugar, sábado temos jogo em casa e vamos buscar a vitória para reverter essa situação”, disse o ponteiro Lucarelli.

As duas equipes voltam a quadra no próximo sábado, dia 21. O Sesc-RJ encara o Sada/Cruzeiro, às 19h, no ginásio do Riacho, em Contagem, enquanto o EMS Taubaté/Funvic recebe o Copel Telecom/Maringá, às 18h, no ginásio do Abaeté.

Equipes:

Sesc-RJ:
Thiaguinho, PV, João Rafael, Maurício Borges, Maurício Souza, Thiago Barth e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Everaldo e Renan
técnico: Giovane Gavio

EMS Taubaté/Funvic: Rapha, Wallace, Lucarelli, Dante, Solé, Otávio e Thales (líbero)
entraram: Rafael Martins, Paulo Renan, Lucas Madaloz, Ruiz
técnico: Daniel Castellani

foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic

Nenhum comentário:

Postar um comentário