segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata

Não é de hoje que se observa a dificuldade das equipes do norte e nordeste do Brasil ingressarem nas principais competições promovidas pela CBV. Com um projeto bem interessante, onde existe apoio de uma Universidade e do governo do Amazonas, a AA Nilton Lins estará na disputa da Taça Prata, que ocorre de 23 a 29 de outubro, na cidade de Itapetininga.

“Estamos começando um projeto inovador para o Amazonas e para o Norte. Queremos inserir a região no cenário do voleibol nacional, até para mostrar ao empresariado local a importância de ter sua marca em uma equipe esportiva (...) A Taça Prata era um objetivo nosso antigo, mas nunca consigamos concluir para tirar o projeto do papel. Hoje tivemos a oportunidade e estamos focados”, afirmou o coordenador da equipe, Ramon Hitotuzi.

Contando com a experiência da técnica Lilian Valente, que já comandou a equipe em algumas edições da extinta Liga Nacional e dos JUB’s, a ideia do projeto da AA Nilton Lins é aproveitar os jogadores da região. Além disso, a idéia é fomentar ainda mais o voleibol no Amazonas, buscando parceiros e patrocinadores dispostos a investir no alto rendimento.

“No Amazonas vemos que não existe a cultura do patrocínio para as equipes coletivas de alto rendimento e queremos mudar isso. E um dos fatores que realmente nos impulsionou foram os amistosos da Seleção Masculina e Feminina, além de alguns jogos da Superliga na cidade”, declarou Hitotuzi, que vê o AA Nilton Lins fazendo história ao colocar uma equipe fora do eixo sul-sudeste na Taça Prata.

Em setembro passado, a Associação Atlética da Universidade Nilton Lins conquistou a etapa nacional da Liga Desportiva Universitária, vencendo na final o Centro Universitário Maurício de Nassau por 3 sets a 1, parciais de 17/25, 25/18, 25/16 e 25/20, em Recife. Curiosamente, o time manauara terá que montar dois times na semana da Taça Prata, pois no mesmo período ocorrerá os Jogos Universitários Brasileiros, em Goiânia.

foto: CBU/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário