segunda-feira, 2 de outubro de 2017

(Paulista) EMS Taubaté/Funvic vence Sesi-SP e vai mais uma vez para a final

Em mais uma partida emocionante, o EMS Taubaté/Funvic venceu o Sesi-SP por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 2725, 21/15 e 25/22, no ginásio do Sesi, em Santo André. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba conquistou a vaga para a decisão do Campeonato Paulista – Divisão Especial, onde enfrentará o Corinthians/Guarulhos, que eliminou o Vôlei Renata.

O EMS Taubaté/Funvic começou melhor na partida, com Lucarelli sendo o destaque, virando todas as bolas no ataque. O Sesi-SP logo equilibrou as ações, forçando o saque e trabalhando bem com o bloqueio. O set seguiu bem equilibrado, com as equipes trocando pontos. Na reta final do set, os visitantes foram melhores e com uma boa sequência de saques forçaram erros do Sesi-SP, fechando assim em 25 a 22.

O segundo set começou com a EMS Taubaté/Funvic embalada, abrindo 4 a 0 numa ótima sequência de saques do levantador Rapha. O que inicialmente parecia ser um set tranquilo, logo foi novamente equilibrado pelo time da casa. Os visitantes voltaram a abrir vantagem e com ótimo aproveitamento das bolas de ataque, em especial com Lucarelli, encaminharam a vitória. A reta final do período foi bem nervosa, com equilíbrio no marcador, mas a EMS Taubaté Funvic confirmou a vitória e fechou o set em 27 a 25.

O terceiro set começou com o Sesi-SP melhor em quadra, especialmente no bloqueio. Com mais erros por parte do Taubaté, o clube da capital abriu boa vantagem ainda na primeira metade do set. A EMS Taubaté/Funvic, apesar de estar na maior parte do tempo em desvantagem, não se entregou e foi buscar o empate em 17 a 17. A partir daí, as equipes seguiram em jogo equilibrado, trocando pontos. Errando menos, o Sesi-SP venceu o set por 25 a 21.

O quarto set foi novamente de muito equilíbrio desde os primeiros minutos. As duas equipes se alternaram na liderança ao longo do período, com os ataques funcionando bem dos dois lados. Pelo lado taubateano, as bolas de meio de rede foram uma alternativa bem utilizada pelo levantador Rapha. O final do set foi eletrizante, com muitas disputas de bola. A vitória veio com dois saques do craque Wallace, sendo que o último ponto foi um ace e o placar de 25 a 22.

“O momento de forçar o saque é uma questão do atleta. Meu saque não entrou o jogo inteiro, e pensei que uma hora tinha entrar e a hora era agora, era o momento de arriscar. Acho que fui bem feliz em acertar os dois últimos saques. A equipe está de parabéns pela vitória, temos muita coisa para melhorar, mas agora é pensar no Corinthians e mirar essa decisão”, comentou o oposto Wallace, que falou sobre o adversário na final.

“Tem dois lados, é diferente por ser um time novo, mas conhecemos a maioria dos atletas do Corinthians. Mas é final, não tem favoritismo. Temos que entrar para jogar e vencer, ninguém ganha só com camisa”, concluiu.

foto: Hélcio Nagamine/Fiesp

Nenhum comentário:

Postar um comentário